Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Capitão da Grã-Bretanha, Giggs quer ser o sucessor de Alex Ferguson

Um dos maiores ídolos da história do Manchester United, o galês Ryan Giggs vive um momento especial. Prestes a encerrar a vitoriosa carreira, o jogador de 38 anos foi convocado para defender a seleção olímpica da Grã-Bretanha nos Jogos Olímpicos de Londres. Além do posto de astro da equipe, o meio campista foi escolhido como capitão do ‘Team GB’.

Em entrevista ao jornal inglês ‘Daily Mirror’, Giggs revelou um objetivo, além da medalha de ouro nas Olimpíadas: tornar-se treinador de futebol. O galês já obteve a Licença A da Uefa para formação de técnicos, restando apenas a etapa de profissionalização.

‘Completei minha licença no meio da última temporada. É um lado diferente das coisas, muito diferente do que ser um jogador. Treinar um time é algo que procuro cada vez mais para minha vida’, revelou o camisa 11 do Manchester United.

Aproveitando o ambiente de uma competição de curta duração, Giggs tem feito uma espécie de curso com a comissão técnica britânica, algo que já fazia no United. O meia também receitou uma fórmula para se tornar um técnico: ‘Um técnico deve acompanhar outros esportes. Você ganha muitas informações para te ajudar durante a carreira’.

Quem apóia incondicionalmente a futura profissão de Giggs é o volante inglês Paul Scholes: ‘Eu vejo tranquilamente Ryan Giggs se tornando um treinador’. Sobre a possibilidade de suceder Sir Alex Ferguson, o galês foi direto. ‘Meus trabalhos favoritos serão a seleção do País de Gales e o Manchester United. Um é meu país e o outro é o time que torci e trabalhei a vida inteira’, finalizou.