Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Caos no trânsito irrita Londres – e ofusca banquete do COI

No primeiro dia útil da semana da abertura dos Jogos, um choque de realidade e um alerta à organização - cidade parou por causa de protesto e faixa exclusiva

O ministro Jeremy Hunt, responsável pela organização dos Jogos no gabinete de Cameron, repetiu a avaliação positiva dos últimos dias: “Tudo está muito bem encaminhado”

O clima era de otimismo e euforia e a promessa era de uma noite de festa nesta segunda-feira em Londres. Recebidos pela rainha Elizabeth II no Palácio de Buckingham, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, e outros dirigentes de alto escalão dos Jogos saíram em direção à Royal Opera House, em Covent Garden, na região central da cidade, para um evento de gala para marcar o início da semana de abertura dos Jogos. Foi quando eles notaram que nem tudo corria como planejado na cidade – e que os moradores não estavam nada contentes com os convidados. Após um fim de semana tranquilo e com vários obstáculos importantes superados, a organização dos Jogos e a prefeitura de Londres voltaram a sofrer críticas por causa de longos congestionamentos que se formaram pela cidade. Eles foram o resultado do processo de implantação da faixa exclusiva para veículos olímpicos nas ruas e de um protesto de taxistas perto da Torre de Londres. Os taxistas, aliás, querem ter acesso à faixa exclusiva para lucrar mais durante os Jogos. O choque de realidade ficou completo depois que longas filas foram formadas na entrega dos ingressos comprados por torcedores estrangeiros. Muitos reclamaram do serviço e se disseram insatisfeitos com o sistema.

Leia também:

Leia também: Com sol e em festa, Londres enfim entra no clima olímpico no domingo