Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Candomblé pode explicar ouro no salto com vara, sugere ‘Le Monde’

Para jornal francês, que entrevistou o treinador do atleta, vitória do brasileiro Thiago Braz pode ser atribuída a 'forças místicas'

Para o Le Monde, Thiago Braz pode ter tirado o ouro de Renaud Lavillenie no salto com vara com ajuda do candomblé. O jornal francês entrevistou o técnico do atleta, Philippe d’Encausse, que ficou impressionado com a vitória de Braz sobre o atual recordista mundial. O diário sugeriu que o brasileiro contou com “forças místicas” na prova, citando o candomblé. “Este país é estranho”, disse o técnico ao Le Monde.

Leia também:
Thiago Braz conquista ouro histórico no salto com vara

Thiago Braz conquistou a segunda medalha de ouro do Brasil na Rio-2016 ao fazer o melhor salto de sua carreira: 6,03 metros, novo recorde olímpico. Já a melhor marca que Lavillenie conseguiu alcançar na disputa foi de 5,98 metros. Emocionado, o atleta comemorou o ouro enrolado na bandeira do Brasil e foi ovacionado pelo público no Engenhão. Essa foi a primeira medalha do atletismo brasileiro desde o ouro de Maurren Maggi no salto em distância em Pequim-2008.

(Da redação)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Godofredo Soares

    Se determinação, treino e serenidade são forças místicas, o jornal descobriu as causas do sucesso de Tiago contra o francês, que não soube manter a concentração. Subestimou o atleta brasileiro.

    Curtir

  2. Brasil? País estranho? Não me consta que estamos com toque de recolher né produção? Além disso pergunta para os EUA com a qtde de medalhas que levou se acha o país estranho? 😂😂😂

    Curtir

  3. Ricardo Manchester

    Recomendo Apenas Pierre Verger ;

    Curtir