Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Campeão olímpico, Ricardinho anuncia aposentadoria do vôlei

Jogador, que venceu a medalha de ouro com a seleção brasileira em 2004, decidiu abandonar as quadras aos 42 anos

Nesta quarta-feira, o levantador campeão olímpico pelo Brasil em 2004, Ricardo Bermudez Garcia, o Ricardinho, anunciou sua aposentadoria do vôlei aos 42 anos. O agora ex-jogador passa a se dedicar integralmente ao cargo de presidente do Maringá, clube que defendeu na última Superliga.

Um dos maiores nomes da seleção brasileira da categoria, Ricardinho colecionou atuações memoráveis e títulos com a camisa amarela. O atleta foi campeão olímpico nos Jogos de Atenas-2004, a segunda conquista dourada na história do país, além de vencer seis medalhas de ouro da Liga Mundial nos anos de 2001 e de 2003 a 2007.

Ele também conquistou quatro Sul-Americanos, nas edições de 1997, 1999, 2001 e 2003, duas Copas dos Campeões em 1997 e 2005, quando foi eleito o melhor levantador da competição, além da Copa do Mundo de 2003. Após problemas de relacionamento com técnico Bernardinho, Ricardinho foi afastado da seleção pouco antes do início do Pan-Americano de 2007, realizado no Rio de Janeiro. Sua última participação pela seleção foi com a conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Nos clubes, Ricardinho fez carreira atuando na Itália, onde se tornou ídolo tanto do Treviso como do Modena. No Brasil, jogou por Banespa, Cocamar, Interclínicas, Unicor, Suzano, Ulbra (onde foi campeão da Superliga), Minas, Vôlei Futuro e Maringá.