Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Campeão do turno em 2009, Tite procura final diferente no Timão

Por Da Redação 29 ago 2011, 07h17

O título simbólico do turno do Campeonato Brasileiro pode não significar nada, Tite sabe muito bem, se o Corinthians não recuperar o bom aproveitamento na segunda metade. Em 2009, quando dirigia o Internacional, ele virou o turno na liderança – jogos adiados atrapalharam as contas, mas o clube somou o maior número de pontos nas 19 primeiras rodadas -, porém o time gaúcho perdeu a primeira colocação mais tarde e viu o técnico ser demitido do cargo.

‘Tem que falar pouco, trabalhar muito e retomar. O resto é balela’, disse o treinador, quando perguntado qual lição tomava como exemplo de seu recente passado colorado.

Há pouco tempo, Tite demonstrou descontentamento com a situação do futebol, o qual não oferece estabilidade para seguir em uma mesma equipe. Ele chegou a dizer que trocaria o alto salário – ‘é maior do que mereço’ – pela certeza de que ficaria no clube a competição toda.

A realidade certamente é bem diferente da idealizada por ele. Depois da derrota de virada para o Palmeiras, no domingo, o próprio comandante admitiu que terá que saber suportar a pressão que vem sofrendo por conta dos resultados ruins do Corinthians. Nas últimas nove rodadas da competição nacional, a campnha foi de quatro derrotas, três empates e apenas duas vitórias.

Para a diretoria, seu trabalho continua prestigiado. No meio da semana passada, os principais dirigentes do futebol corintiano se reuniram com sua comissão técnica e todo o elenco de atletas para cobrar resultados. Mas, ao menos contra o Palmeiras, o resultado positivo não veio.A próxima oportunidade de tentar recolocar a equipe nos trilhos e mudar o caminho será na quarta-feira, diante do Grêmio, no Pacaembu. Se perder outra, Tite pode balançar. ‘O ‘se’, no futebol, não existe’, minimizou Tite, ciente da responsabilidade maior pelo revés no clássico.

O presidente Andrés Sanchez acredita que, do mesmo modo que no ano passado, está se perdendo um torneio ganho. Porém, pela sorte das últimas rodadas, quando o time perdeu e contou com tropeço também dos concorrentes diretos, a impressão é de que, na verdade, o Corinthians está, até agora, ganhando um campeonato que já poderia ter ido pelos ralos.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)