Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Campeã e vice quatro vezes, Gana encara Zâmbia mirando nona final

Por Da Redação 8 fev 2012, 07h38

Em meio a seleções com pouca tradição no continente, Gana emerge como a camisa mais ‘pesada’ das semifinais da Copa Africana de Nações. Detentora de quatro títulos e outros quatro vices (mais que a soma de todos seus concorrentes) a equipe busca chegar a mais uma final nesta quarta-feira, diante de Zâmbia, a partir das 14h (de Brasília), no estádio de Bata, na Guiné Equatorial.

Para ficar mais perto de outra decisão, a grande esperança ganesa é a dupla formada pelo atacante Ayew, autor do gol diante da Tunísia, nas quartas de final, já aos dez minutos do primeiro tempo de prorrogação, e o centroavante Asamoah Gyan.

Outro ponto a favor do selecionado é o fato de, apenas dois anos atrás, ter sido o país de maior sucesso na África do Sul, na primeira edição do Mundial realizado no continente. Também forte nas categorias de base (única do continente campeã sub-20, em 2009), o possível título serviria para selar o bom momento do país.

Do outro lado, Zâmbia tenta passar pela terceira vez das semifinais, fase em que já foi eliminada em três ocasiões. Após a tranquila classificação ante o Sudão, o time conta com os gols de Christopher Katongo, artilheiro do elenco com três tentos, para superar a forte defesa adversária, que sofreu apenas dois gols em quatro partidas.

Do outro lado da chave, a favorita Costa do Marfim aposta no inspirado Didier Drogba, autor de dois gols no 3 a 0 sobre a anfitriã Guiné Equatorial, para derrotar Mali, que derrubou outra das nações organizadoras (tirou o Gabão nos pênaltis após empata no tempo normal.

Continua após a publicidade
Publicidade