Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Button vence o primeiro GP da temporada na Austrália

O britânico Jenson Button (McLaren) venceu com autoridade o Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1, disputado este domingo em Melbourne, com o atual bicampeão mundial, o alemão Sebastian Vettel (Red Bull) na segunda posição.

O companheiro de equipe de Button, o também britânico Lewis Hamilton, terminou a prova na terceira posição.

Hamilton largou na pole position, mas foi ultrapassado na primeira curva por Button, que liderou a prova de ponta a ponta.

O australiano Mark Webber (Red Bull) foi o quarto e o espanhol Fernando Alonso (Ferrari), o quinto.

Os brasileiros não fizeram uma boa corrida. Felipe Massa (Ferrari) e Bruno Senna (Williams) se chocaram no fim da prova. Massa abandonou logo depois do incidente e Senna ainda tentou continuar, mas desistiu pouco depois.

Button, de 32 anos, conquistou neste domingo a terceira vitória da sua carreira no GP da Austrália (também venceu em 2009 com a Brawn GP, no ano em que foi campeão, e em 2010, na sua primeira prova com a McLaren), no circuito onde disputou sua primeira corrida na Fórmula 1, em 2000, pela Williams.

“Foi um dia fantástico”, comemorou o britânico, que foi elogiado pelos rivais, inclusive Vettel. “Jenson foi rápido demais hoje e estou muito satisfeito por ter conseguido os pontos do segundo lugar”, comentou o atual bicampeão.

“Esta vitória mostra o quanto o trabalho realizado na pré-temporada é importante”, explicou Button, que agradeceu toda a equipe técnica da McLaren “que teve de trabalhar até tarde na noite para fazer as melhores peças. Foi uma boa recompensa para eles”.

Depois da sua ótima largada, na qual ultrapassou seu companheiro de equipe Hamilton logo na primeira curva, Button fez uma corrida perfeita, para e venceu o 13º Grande Prêmio da sua carreira, na frente da sua namorada e do seu pai, que estava enrolado na bandeira da Inglaterra para comemorar a vitória do filho.

“Todos nós achamos que será uma temporada especial, com seis campeões mundiais e ótimas equipes. É um esporte maravilhoso e estou muito feliz por fazer parte disso”, completou o vencedor da prova.

Destes campeões mundiais, três subiram no pódio (Button, Vettel e Hamilton). Alonso completou a prova em quinto depois de ter largado apenas em 12º e Kimi Raikkonen (Lotus), que voltava à Fórmula 1 depois de dois anos de ausência, também fez uma grande corrida, já que chegou em sétimo após ter saído em 17º.

Já o heptacampeão mundial Michael Schumacher (Mercedes), que tinha largado em quarto, teve que abandonar a prova.

Vettel tirou proveito da entrada do Safety Car, entre as 37ª e a 42ª voltas, para ultrapassar Hamilton, ao optar por trocar de pneus depois das McLaren.

“Acho que poderia ter conseguido alcançar Lewis, mesmo sem o Safety Car”, opinou Vettel. “Quando ele foi trocar seus pneus, continuei no circuito e acabou dando certo, mas teria sido uma luta acirrada de qualquer jeito. Foi uma bela corrida, nos divertimos muito”, completou o alemão.

O francês Romain Grosjean (Lotus-Renault), que largou em terceiro, abandonou logo na segunda volta depois de ser tocado pelo carro do venezuelano Pastor Maldonado (Williams).

O próprio Maldonado, companheiro de equipe de Bruno Senna, tinha tudo para pontuar quando chegou na última volta na sexta posição, mas acabou estragando tudo ao perder o controle do seu carro, batendo na parede. Ele conseguiu completar a prova, mas apenas em 13º.