Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bruno Soares é eliminado em Melbourne; Djokovic avança

Na chave feminina, a grande favorita caiu: a americana Serena Williams, líder do ranking, ficou nas oitavas de final, parando na sérvia Ana Ivanovic

Ainda não será desta vez que Bruno Soares, um dos melhores tenistas de duplas do mundo, conquistará o seu primeiro título de um torneio do Grand Slam como duplista. Neste domingo, o brasileiro e o austríaco Alexander Peya, segundo pré-classificados, foram eliminados nas oitavas de final no Aberto da Austrália, em Melbourne. Eles foram derrotados pelos franceses Michael Llodra e Nicolas Mahut por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/3, em 1 hora e 31 minutos. Soares e Peya terminaram 2013 como a segunda melhor dupla do tênis e chegaram perto de vencer um torneio do Grand Slam ao serem vice-campeões do US Open. Eles abriram a temporada com duas finais, em Doha e Auckland (perderam em ambas).

Neste domingo, porém, Soares e Peya pararam em Llodra e Mahut, que foram vice-campeões em Roland Garros no ano passado. Derrotado nas duplas, o brasileiro ainda segue na luta pelo seu segundo título de duplas mistas – venceu o US Open em 2012. No Aberto da Austrália, ele atua com a espanhola Anabel Medina Garrigues. Se Soares foi eliminado da chave de duplas, Marcelo Melo entra em quadra neste domingo pelas oitavas de final. O brasileiro e o croata Ivan Dodig vão enfrentar o polonês Lukasz Kubot e o sueco Robert Lindstedt, dupla cabeça de chave número 14. Pela chave de duplas mistas, Melo e a norte-americana Liezel Huber foram eliminados logo na estreia, pela dupla formada pelo polonês Mariusz Fyrstemberg e a americana Lisa Raymond.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Atual tricampeão do Aberto da Austrália, o sérvio Novak Djokovic se classificou com facilidade às quartas de final. O número 2 do mundo avançou no primeiro Grand Slam da temporada ao derrotar o italiano Fabio Fognini, 16º colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/0 e 6/2, em 1 hora e 33 minutos. Assim, Djokovivc ampliou a sua invencibilidade para 28 jogos no circuito mundial, além de ter faturado a sua 25ª vitória seguida no Aberto da Austrália, torneio que já venceu quatro vezes, sendo três consecutivas. Nas quartas de final, ele terá pela frente o suíço Stanislas Wawrinka. Neste domingo, o oitavo colocado no ranking avançou em Melbourne ao derrotar o espanhol Tommy Robredo, número 18 do mundo, por 3 sets a 0.

Wawrinka reviverá um duelo épico com Djokovic. No ano passado, o sérvio venceu o suíço em cinco sets em Melbourne, numa partida que teve duração de 5 horas e 2 minutos. Meses depois, novamente por 3 a 2, Djokovic bateu Wawrinka em 4 horas e 9 minutos nas semifinais do US Open. E o número 2 do mundo lidera o confronto direto por 15 a 2. Outros classificados às quartas são o espanhol David Ferrer e o checo Thomas Berdych. Na chave feminina, a grande favorita caiu: a americana Serena Williams, líder do ranking, ficou nas oitavas de final, parando na sérvia Ana Ivanovic, que reviveu neste domingo os seus melhores momentos no tênis, como quando liderou o ranking da WTA e venceu a edição de 2008 de Roland Garros. Ela eliminou Serena de virada, 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/3 e 6/3, em 1 hora e 56 minutos. A americana buscava seu sexto título em Melbourne.

(Com Estadão Conteúdo)