Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bruno Senna fala sobre expectativa de defender a Williams na temporada 2012

A Williams finalmente anunciou, nesta terça, o parceiro de Pastor Maldonado para a temporada 2012 da Fórmula 1. O brasileiro Bruno Senna foi o escolhido pela escuderia britânica e falou sobre a expectativa de defender o time de Grove.

‘Estou feliz de fazer parte de uma equipe com tamanha tradição. Estou orgulhoso de ter sido escolhido pela Williams num ano que será tão importante para eles. Todos estão muito motivados para 2012 e é ótimo integrar essa motivação’, começou o piloto.

A Williams vai tentar a recuperação nesta temporada, uma vez que deixou a desejar em 2011, com a nona colocação no Mundial de Construtores. ‘É verdade que eles não tiveram um ano muito bom em 2011, mas é também claro que a equipe está num novo caminho e todos estão empenhados em fazer desta uma temporada melhor. Espero poder demonstrar do que sou capaz, não apenas para a equipe, mas para mim mesmo. Será interessante ver o que poderemos fazer juntos’, comentou Senna, 18colocado no Mundial de Pilotos.

O companheiro de equipe de Bruno Senna será o venezuelano Pastor Maldonado, um conhecido adversário desde quando o brasileiro ainda corria pela Fórmula GP2. ‘Sempre foi um adversário duro no passado e será ainda mais agora com o mesmo carro. Vamos tentar um superar o outro, mas como companheiros vamos procurar levar a equipe para frente’.

O piloto ainda revelou como foi o processo de contratação dele pela Williams. As visitas a fábrica da escuderia incentivaram diversos rumores sobre seu futuro, mas apenas nesta terça o acordo foi confirmado. ‘Estive na fábrica da Williams em Grove antes e depois do Natal e fiz testes no simulador, na pista e na parte física. Também fizemos alguns trabalhos de avaliação em pista, mas não com um Fórmula 1. O principal objetivo da equipe foi me testar e ver como poderia tirar o máximo de mim como piloto’, contou.

A Williams foi a última equipe defendida por Ayrton Senna, um ídolo do automobilismo e incentivador de Bruno. ‘Será muito interessante correr pela equipe que meu tio pilotou. Aqui ainda tem algumas pessoas que trabalharam com o Ayrton e estou feliz que eles estejam agora me dando a chance de mostrar meu valor. Espero que possamos trazer de volta algumas boas recordações e criar outras novas’, encerrou Senna.