Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bruno Senna admite excesso de cautela: ‘faltou agressividade’

O brasileiro Bruno Senna não passou da segunda fase do treino classificatório para o Grande Prêmio da Austrália, realizado na madrugada deste sábado, mas sentiu que poderia ter chegado mais longe. Em seu primeiro final de semana de corrida no volante da Williams, o piloto reconheceu que o excesso de cautela foi prejudicial.

‘Hoje, não fiz uma qualificação muito boa. Faltou um pouco de agressividada na volta. Fui um pouco cauteloso demais. Como no Q1 eu estava um pouco agressivo demais, abaixei o ritmo e acabei perdendo tempo. O importante é que temos bons pneus para amanhã e, como a gente viu, muitos pilotos estão cometendo erros. O importante é fazer uma corrida sólida e terminar bem’, declarou.

Ainda que tenha adotado uma postura excessivamente cautelosa em Melbourne, Bruno Senna foi o melhor brasileiro no treino classificatório, uma vez que garantiu a 14colocação do grid de largada. Felipe Massa, por sua vez, sofreu com a falta de aderência do carro da Ferrari e conseguiu assegurar apenas o 16lugar.

Se Bruno Senna não conseguiu passar da segunda etapa do treino classificatório, pôde ver o venezuelano Pastor Maldonado, seu companheiro de equipe, participar da briga pela pole position, alcançada pelo inglês Jenson Button com a marca de 1min24s922. O piloto sul-americano conseguiu superar o alemão Nico Hulkenberg (Force India) e o australiano Daniel Ricciardo (Toro Rosso) para ficar com o oitavo posto.

‘É importante ver um carro entre os 10 primeiros. Meu carro está com um bom comportamento com o tanque cheio. A gente pode ter uma corrida melhor do que a qualificação. Alguns carros têm um efeito de asa traseira móvel mais forte do que a gente, o que é uma vantagem grande aqui, mas vamos ver. A corrida amanhã será uma surpresa para todo mundo’, apostou.