Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Briatore compara fase vitoriosa da Red Bull à da Benetton nos anos 90

Ex-chefe de equipe da Benetton e da Renault, Flavio Briatore disse nesta sexta-feira que o sucesso atual da Red Bull é comparável ao de sua antiga equipe que, nos anos de 1994 e 1995, foi bicampeã de pilotos com o alemão Michael Schumacher, além de ter sido uma vez entre os construtores, em 1995.

Segundo o dirigente, o que diferenciou o trabalho em ambas as equipe foi a competência de seus funcionários e não o dinheiro investido. ‘Dietrich Mateschitz (proprietário da RBR) tem implementado sua visão de F-1 de maneira brilhante. Ele tem todo o meu respeito, porque não é só dinheiro. Houve equipes que investiram dez vezes mais do que a Red Bull e nunca ganharam nada’, ressaltou em entrevista ao site alemão Autobild.Britatore explicou que a falta de recursos fez com que apostassem em Schumacher e deixassem o outro piloto companheiro apenas para conquistar pontos para o Mundial de Construtores. Sobre Vettel, aproveitou para elogiar a postura do jovem alemão na Red Bull, dando uma pequena cutucada no heptacampeão, que anunciou sua ida à Ferrari antes mesmo de garantir o bicampeonato em 1995.

‘O menino (Vettel) fez certo. Além disso, o time tem funcionado bem para ele’, pontuou. ‘Se ele (Schumacher) tivesse ficado, teríamos vencido o campeonato de 1996. Por isso, sua atitude de nos deixar tão rápido foi um erro. Ele poderia ter desfrutado ainda mais do nosso sucesso. Por isso, Vettel está agindo melhor agora’, falou.

O italiano ainda não acha correto que Vettel se transfira para a rival de Maranello. Especulações sobre o futuro do campeão do ano passado surgiram no decorrer do calendário, no entanto, ele está garantido com contrato com a Red Bull até o fim de 2016. ‘Na Ferrari, ele teria uma grande responsabilidade como piloto, porque a pressão é muito maior. Fernando só mantém a motivação e a tranquilidade porque está mais maduro’, finalizou.