Clique e assine a partir de 9,90/mês

Brasília vence São José e conquista o tricampeonato do NBB

Por Da Redação - 2 jun 2012, 12h12

O Brasília conquistou o tricampeonato do Novo Basquete Brasil (NBB) na manhã deste sábado. Na decisão, disputada em Mogi das Cruzes, o time do Distrito Federal dominou a partida inteira e venceu o São José sem correr qualquer tipo de risco pelo placar de 78 a 62.

Desta forma, o Brasília amplia ainda mais sua hegemonia no NBB, criado 2009. Derrotada pelo Flamengo na final da primeira edição, a equipe chegou à final novamente nas três temporadas seguintes e conquistou o tri (venceu Flamengo, Franca e Brasília).

O São José, por sua vez, alcançou a final pela primeira vez. A edição de 2012 do NBB foi decidida em jogo único, com mando de quadra do time de melhor campanha. Como o Ginásio Lineu de Moura não atende às exigências do regulamento, a equipe decidiu jogar em Mogi das Cruzes, o que não foi suficiente para evitar a derrota.

Sob o comando do técnico José Carlos Vidal, o Brasília, comandado pelos experientes Alex, Guilherme Giovannoni e Nezinho, venceu com ampla superioridade. Fúlvio, um destaques do São José, e Murilo, favorito para ganhar o prêmio de MVP do campeonato, ficaram abaixo do esperado.

Superior desde o início da partida, o Brasília chegou a abrir 10 a 0 no placar e terminou a parcial de abertura com oito pontos de vantagem (18 a 10). O São José melhorou no segundo quarto e foi para o intervalo com apenas quatro pontos de diferença no marcador (33 a 29).

No terceiro quarto, no entanto, o Brasília voltou a deslanchar no marcador ao marcar 20 pontos contra apenas 10 do adversário. No meio do último período, a torcida brasiliense chegou a gritar ‘olé’ e, a 25 segundos do final, os atletas iniciaram a festa pelo tricampeonato dentro da quadra.

Com um total de 26 pontos, o aniversariante Guilherme Giovannoni terminou como cestinha, enquanto Alex marcou 11 pontos e Nezinho ofereceu seis assistências. Pelo São José, Murilo alcançou um double-double de 20 pontos e 14 rebotes e Fúlvio realizou apenas três assistências.

Continua após a publicidade
Publicidade