Clique e assine a partir de 9,90/mês

Brasileiros batem americanos e vão à final do revezamento 4x100m

Derick Silva, Paulo André Camilo, Rodrigo Nascimento e Vitor Hugo dos Santos quebraram recorde sul-americano e ficaram somente atrás dos britânicos

Por Da Redação - 4 out 2019, 17h58

O Brasil conseguiu nesta sexta-feira, 4, uma vaga na final do revezamento 4×100 metros masculino, no Mundial de Atletismo de Doha, no Catar. A equipe brasileira, formada por Derick Silva, Paulo André Camilo, Rodrigo Nascimento e Vitor Hugo dos Santos, deixou os favoritos dos Estados Unidos para trás e terminou a prova qualificatória no segundo lugar, com tempo de 37,90s, novo recorde sul-americano.

O time da Grã-Bretanha venceu a bateria ao somar tempo de 37,56s. Em terceiro, os americanos fizeram o percurso em 38,03s, apesar de contarem com as atuais maiores estrelas dos 100 metros rasos: Justin Gatlin e Christian Coleman, a mais nova revelação da modalidade que, aos 23 anos, é considerado o sucessor de Usain Bolt.

Os brasileiros foram superiores à equipe americana pela segunda vez no ano. Em maio, no Mundial de revezamentos, no Japão, eles conseguiram o primeiro lugar ao superar os rivais dos Estados Unidos por dois centésimos. O segundo lugar nesta sexta foi importante, mas o time brasileiro enfrentará novamente os americanos e os britânicos na final, marcada para o próximo sábado, 5, a partir das 16h15 (de Brasília).

No revezamento 4x100m feminino, o Brasil, representado por Bruna Farias, Lorraine Martins, Rosângela Santos e Vitória Rosa, conseguiu o quarto lugar na prova qualificatória, resultado que garantia o país na final, mas a Federação Internacional de Atletismo (IAAF) desclassificou a equipe por invasão de raia. A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) entrou com um protesto da decisão e aguarda posicionamento da entidade.

Publicidade