Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Brasileiro sofre racismo da própria torcida na Espanha

<p>Depois de ser expulso, Paulão viu parte da arquibancada imitar um macaco</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 20h51 - Publicado em 25 nov 2013, 09h02

Um caso de racismo envolvendo um jogador brasileiro marcou a rodada de domingo do Campeonato Espanhol. No clássico da cidade de Sevilha, o zagueiro Paulão foi alvo de ofensas da sua própria torcida ao ser expulso de campo, aos 42 minutos do primeiro tempo, e deixar o Betis com um a menos. No fim, a equipe acabou perdendo para o Sevilla por 4 a 0.

Leia também:

Messi estrela a maior campanha da Uefa contra o racismo

Uefa pune Dínamo de Zagreb por racismo de torcedores

Continua após a publicidade

Jogando em casa, o Sevilla ganhava por 1 a 0, com o gol de Bacca aos dois minutos, quando Paulão foi expulso. Enquanto ele saia de campo chorando, alguns torcedores do Betis imitavam gestos de macaco. Aos 31 anos, o zagueiro brasileiro está no clube desde janeiro de 2012, depois de passagens pelo futebol francês e português – no Brasil, ele jogou na equipe do Gama.

Continua após a publicidade

https://youtube.com/watch?v=G-tggvU5MIQ%3Frel%3D0

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook Siga VEJA Esporte no Twitter

Depois da expulsão de Paulão, o Sevilla garantiu a goleada. M’Bia ampliou ainda no primeiro tempo, enquanto Vitolo e Iborra marcaram os gols na segunda etapa. Com a vitória, a equipe chegou aos 19 pontos, na oitava colocação do campeonato – o líder é o Barcelona, com 40. E deixou o Betis na lanterna, com apenas nove pontos em 14 rodadas.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade