Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileiro fica em quinto na marca atlética de 50km

Por AE

Guadalajara – A marcha atlética de 50km foi a única prova do atletismo realizada neste sábado, no penúltimo dia de disputas dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. E o Brasil ficou sem medalha na mais longa prova do atletismo. Jonathan Riekmann foi o único brasileiro a completar a distância, com o tempo de 4h04min07s, que lhe valeu a quinta colocação.

A marca obtida por Riekmann é a melhor da carreira do atleta, melhorando em mais de oito minutos o seu antigo recorde pessoal. “Melhor, impossível. É claro que eu tenho o sonho de conquistar uma medalha nos Jogos, mas essa foi uma prova muito dura”, afirmou. “Consegui melhorar a minha melhor marca em mais de oito minutos na altitude, o que mostra a minha evolução. A partir do trigésimo quilômetro, comecei a sentir algumas pontadas no diafragma, mas fico feliz de ter completado a marcha”, comemorou o brasileiro. Ele ficou longe do índice olímpico: 3min49s32.

Outro atleta do Brasil na marcha de 50km era Mário dos Santos, prata no Pan de Santo Domingo, em 2003, e quarto lugar no Rio, em 2007. Mas ele acabou desclassificado na altura do quilômetro 12. “Na marcha, não há ponto eletrônico. É tudo uma decisão visual. Vi adversários com técnica pior do que a minha que não foram eliminados. Saio triste porque mal me foi dada a chance de competir”, reclamou.

Os três únicos atletas que percorreram os 50km da marcha com tempo na casa das três horas conseguiram medalha: os mexicanos Horacio Nava (3h48min58s) e José Leyver Ojeda (3h49min16s) e o guatemalteco Daniel Jaime Quiyuch (3h50min33s).