Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileiro do Shakhtar é criticado por falta de fair play

Luiz Adriano marcou um gol ao não respeitar a devolução da bola

O atacante brasileiro Luiz Adriano foi o destaque na vitória do Shakhtar Donetsk sobre o Nordsjaelland, na terça-feira, na Dinamarca, pela Liga dos Campeões. Autor de três gols no jogo vencido por 5 a 2, ele está sendo criticado pela falta de fair play na jogada de um deles, quando ignorou a devolução da bola para o time dinamarquês e aproveitou para marcar para os ucranianos. O lance aconteceu quando o time da casa vencia por 1 a 0. O árbitro pediu atendimento médico para um atleta e a posse de bola estava com o Nordsjaelland.

No reinício, o também brasileiro Willian chutou a bola para a defesa do rival, em sinal de devolução, mas Luiz Adriano a dominou, avançou sozinho, driblou o goleiro, que, incrédulo, nem esboçou reação, e empatou a partida. Depois do gol, alguns jogadores do Nordsjaelland reclamaram com Luiz Adriano e a torcida vaiou o brasileiro. O time dinamarquês quis marcar um gol para compensar, mas o Shakhtar Donetsk não permitiu. No fim, a equipe ucraniana venceu por 5 a 2 e confirmou sua classificação para as oitavas, eliminando o adversário. Mas o resultado do jogo acabou ficando em segundo plano. O técnico do Nordsjaelland criticou a atitude do brasileiro. “Eu não sei se o Shakhtar tem bandidos, mas alguns de seus jogadores, dirigentes e treinadores estão sem moral”, afirmou Kasper Hjulmand, em entrevista para uma TV da Dinamarca. “Foi uma conduta antidesportiva e Luiz Adriano merecia cartão vermelho.” Hjulmand disse que teria ordenado sua equipe a permitir que o adversário marcasse um gol para compensar. “Acredito que o futebol sofre uma grande perda quando algo assim acontece”, afirmou o diretor esportivo do Nordsjaelland, Jan Laursen. Do outro lado, o técnico do Shakhtar Donetsk tentou justificar a atitude do atacante brasileiro. “Luiz Adriano disse: ‘Foi instinto, vi a bola, driblei e marquei o gol'”, afirmou Mircea Lucescu. “Queria que deixássemos eles marcarem um gol, mas houve uma grande confusão. É uma pena que tenha acontecido isso. Peço desculpas”. Veja o lance: (Com Estadão Conteúdo)