Clique e assine a partir de 9,90/mês

Brasileiro Bruno Soares conquista o bi do US Open de duplas

Agora ao lado do croata Mate Pavic, tenista mineiro de 38 anos repetiu feito de 2016

Por Da Redação - Atualizado em 10 set 2020, 18h56 - Publicado em 10 set 2020, 18h52

Bruno Soares voltou a marcar seu nome na história do tênis brasileiro. O atleta mineiro de 38 anos conquistou nesta quinta-feira, 10, o seu segundo título do US Open na chave de duplas masculinas. Formando parceria com o croata Mate Pavic, Bruno Soares bateu o croata Nikola Mektic e o holandês Wesley Koolhof por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3.

Bruno e Pavic dominaram totalmente os adversários e garantiram título do Grand Slam em apenas uma hora e meia de jogo. Pela primeira vez, o Grand Slam de Nova York foi disputado sem a presença de público, cumprindo os protocolos de segurança e prevenção ao coronavírus. Curiosamente, Bruno conquistou o título no dia do aniversário do maior ídolo da modalidade no país, Gustavo Kuerten, que completou 44 anos neste 10 de setembro.

 

Bruno tem, agora, dois títulos de US Open nas duplas masculinas (o primeiro foi em 2016, ao lado do britânico Jamie Murray) e também dois em duplas mistas, em 2012, com a russa Ekaterina Makarova, em 2014, ao lado de ucraniana Elena Vesnina. O brasileiro ainda tem mais dois títulos de Grand Slam, ambos no Australian Open de 2016, nas duplas masculinas e mistas.

Com a nova façanha, que rendeu à dupla 400.000 dólares (equivalente a mais de 2,1 milhões de reais pela cotação atual) Bruno Soares chegou a segundo título ao lado do novo parceiro Pavic – o primeiro foi o Masters 1000 de Xangai, no ano passado -, e agora saltará nove posições no ranking de duplas da ATP, chegando ao 18º lugar; Pavic será o 10º lugar.

 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade