Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileirão: clubes têm até 6ª para contratar; veja opções

Equipes que ainda buscam reforços miram destaques da segunda divisão, concorrentes da Série A ou ainda atletas renomados que estão sem contrato

Alguns clubes do Brasileirão, sobretudo os que ocupam a parte de baixo da tabela, ainda pensam em reforçar seus elencos. No entanto, é preciso correr contra o tempo: o prazo para inscrições de atletas na Série A se encerra no fim da noite de sexta-feira e as equipes que ainda pretendem ir às compras têm poucas opções no mercado. Com a janela de transferências do futebol europeu fechada, restam três opções: contratar atletas que não tenham feito mais de seis jogos por outras equipes da primeira divisão, recorrer a jogadores de divisões inferiores ou ainda buscar nomes que estejam sem contrato.

Leia também:

Cruzeiro e Atlético perdem um mando de jogo por briga

Bola de Prata: Fred e Conca brilham no Morumbi e sobem

Dez anos após glória, São Caetano cai para Série D

Palmeiras coleciona traumas desde sua maior conquista

Buscar jogadores da Série B parece ser a opção mais viável neste momento. O atacante Rodrigo Pimpão, destaque do América de Natal na Copa do Brasil, e o experiente goleador Magno Alves, do Ceará, são dois exemplos de atletas procurados por clubes da Série A. O Palmeiras anunciou nesta quinta-feira a contratação do goleiro Jaílson, que era reserva do Ceará, e ainda corre atrás de outros reforços da divisão de acesso.

Em clubes da Série A também restam algumas opções interessantes, de atletas que estão encostados ou voltando de contusão. Os meio-campistas Bruno César e Eguren, do Palmeiras, o lateral argentino Clemente Rodríguez, do São Paulo, o atacante argentino Patito Rodríguez, do Santos, o volante Marcelo Mattos, do Botafogo e os atacantes Dellatorre, do Atlético-PR e Ciro, do Figueirense, são apenas alguns dos atletas que não completaram sete jogos por suas equipes neste Brasileirão e podem ser negociados. No entanto, existem restrições até mesmo para atletas que não tenham excedido o limite de jogos. Um clube não pode ter mais de cinco atletas que disputaram a competição por outas equipes. Também não é permitido contratar mais de três jogadores de um mesmo concorrente.

A última alternativa é trazer atletas que tenham encerrado seus vínculos com clubes estrangeiros antes do dia 13 de agosto, quando se encerrou a janela de transferências internacionais. O principal entrave, no entanto, seriam os altos salários pedidos por atletas como os ex-são-paulinos Diego Lugano e André Dias. Depois de rescindir seus contratos com West Brownwich e Lazio, respectivamente, eles estão no mercado. O uruguaio, no entanto, disse que só voltaria ao Brasil para atuar pelo São Paulo, que não parece muito disposto a repatriar o ídolo. Uma aposta mais ousada poderia ser o goleiro espanhol Victor Valdés, ex-Barcelona, que está sem clube, assim como o atacante português Hugo Almeida, ex-Besiktas.