Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileirão: chegar ao fim do ano é o desafio dos técnicos

Manter o trabalho é sinal de sucesso no campeonato: no ano passado, os três primeiros colocados não mudaram de treinador no decorrer da competição

Vencer o Campeonato Brasileiro é um sonho para qualquer técnico – mas, para os 20 “professores” que iniciam neste fim de semana o Campeonato Brasileiro, manter o emprego é um desafio e tanto. No ano passado, por exemplo, dos 20 clubes, apenas seis mantiveram o técnico do início ao fim da competição – e não é coincidência que entre eles estejam os três primeiros colocados, Fluminense, Atlético-MG e Grêmio, além de Corinthians, Santos e Botafogo, que também ficaram entre os dez primeiros. Também não é por acaso que os quatro rebaixados, Sport, Palmeiras, Atlético-GO e Figueirense, tenham trocado pelo menos uma vez de técnico, mandando o planejamento às favas em troca de soluções de curto prazo que não solucionaram nada. Neste ano, já há alguns técnicos que começam o campeonato no fio da navalha, mas todos eles sabem que, se não há bom futebol e principalmente bons resultados, não há apoio e “prestígio” que mantenham a carteira de trabalho assinada.

Leia também:

Brasileirão 2013: artilharia pesada para balançar as redes

Brasileirão 2013: os principais candidatos a craque

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter