Clique e assine a partir de 9,90/mês

Brasileira conquista bronze na Copa do Mundo de Judô

Por Da Redação - 12 fev 2012, 13h33

Por AE

Budapeste – Dos oito judocas brasileiros que subiram ao tatame neste fim de semana para duas Copas do Mundo de Judô na Europa, apenas uma conseguiu medalha. Neste domingo, Maria Portela faturou o bronze na etapa de Budapeste (Hungria) do Circuito Mundial, na categoria até 70kg.

Para chegar à medalha, Portela venceu a norte-americana Katheleen Sell, a francesa Karine Berger e a sul-coreana Ye-Sul Hwang. Na semifinal, a brasileira perdeu para a cubana Omix Cortes Aldama. Depois, na disputa do bronze, bateu a alemã Iljana Marzok, no seu único ippon em Budapeste.

Por conta dos descartes (ela havia sido vice-campeã desta etapa no ano passado, mas não pontuara em 2010), Portela deve aparecer na próxima atualização do ranking mundial com 10 pontos a mais do que os 460 que já tem. Atualmente ela é a 21.ª colocada, fora do grupo das 14 que se classificariam para a olimpíada por conta do ranking mundial. Para ir a Londres, ela segue dependendo de um convite como melhor do continente americano não classificada.

Continua após a publicidade

Só mais uma brasileira lutou na Copa do Mundo de Budapeste. Mariana Silva, da categoria até 63kg, perdeu logo na estreia para a holandesa Esther Stam, por ippon. Como também não tem assegurada a vaga olímpica (atualmente é a última das classificadas), ela precisava de um bom resultado na Hungria.

Os homens competiram na Copa do Mundo de Oberwart, na Áustria. Leonardo Leite, da categoria até 100kg, foi o brasileiro a ir mais longe, terminando em sétimo. Ele venceu o austríaco Gabor Geier, o marroquino Adil Fikri e o turco Feyyaz Yazici. Depois, perdeu para o francês Cyril Maret e foi para a repescagem. Não chegou à disputa por medalhas porque caiu frente ao mongol Temuulen Battulga.

Concorrente direto de Leite por uma vaga olímpica, Luciano Corrêa estreou vencendo o ucraniano Dmytro Luchuyn, mas foi eliminado já na segunda luta, por Elmar Gazimov. Com isso, a diferença entre os dois brasileiros, que é de 22 pontos, deve ficar ainda menor na próxima atualização do ranking.

Publicidade