Clique e assine a partir de 9,90/mês

Brasil x Cuba, de basquete feminino, arrecada 3,5 ton. de alimentos

Por Da Redação - 14 set 2011, 12h34

As duas partidas amistosas entre as seleções de Brasil e Cuba de basquete feminino, promovidas no Complexo Poliesportivo Milton Fenley Azenha (o Centro Cívico), disputadas em Americana nas últimas sexta-feira (9) e domingo (11), arrecadaram cerca de 3,5 toneladas de alimentos não perecíveis.

Os jogos valeram pelo Desafio Brasil e Cuba. Ambas equipes estão em fase de preparação para a disputa do torneio Pré-Olímpico das Américas, que será disputado na cidade de Neiva, na Colômbia, no final do mês.

A grande arrecadação foi resultado da troca de ingressos para acompanhar o desafio internacional, promovido pela Confederação Brasileira de Basketball (CBB) com o apoio das prefeituras de Americana e Nova Odessa, e os patrocinadores da equipe de Americana. A torcida local compareceu em grande número e lotou as dependências do Centro Cívico.

Toda a arrecadação foi entregue oficialmente nesta terça-feira (13) para a presidente do Fundo Social e primeira dama de Americana, Juliana Marin Denadai. ‘Foram doados os alimentos mais utilizados, que serão entregues às famílias cadastradas no Fundo Social de Americana’, disse Juliana.

Continua após a publicidade

Durante os intervalos dos jogos, as crianças das escolinhas do módulo educacional do Projeto Social – Escola de Futuro da Unimed se apresentaram na quadra simulando uma partida de basquete. No primeiro jogo, algumas jogadoras das categorias de base do Projeto foram homenageadas por participações em conquistas das seleções brasileiras de base (bronze no mundial Sub-19 e prata na Copa América Sub-16).

O Brasil venceu Cuba nas duas partidas pelo placar de 82 a 78 no primeiro confronto, marcado pelo equilíbrio entre as duas seleções, e 73 a 59 no segundo confronto, com boa atuação brasileira que dominou todo o jogo.

Após o jogo de domingo, o treinador Enio Vecchi confirmou a presença de duas atletas da equipe de Americana na equipe que disputará o Pré-Olímpico na Colômbia. Entre as 12 jogadoras que integram o elenco estão a pivô Clarissa e a Armadora Babi, esta nascida na cidade de Americana e formada no Projeto Social – Escola de Futuro, onde passou pelas escolinhas e todas as categorias de base.

Publicidade