Clique e assine com até 92% de desconto

Brasil vence Nova Zelândia com tranquilidade e se mantém 100%

Por Da Redação 1 ago 2012, 14h54

O Brasil venceu com tranquilidade a Nova Zelândia, por 3-0, pelo grupo C, e disputará no sábado as quartas de final do futebol dos Jogos Olímpicos de Londres contra um adversário que sairá da disputa entre Japão, Honduras e Marrocos na chave D.

Os brasileiros se impuseram sem problemas sobre um adversário que se manteve fechado e não ameaçou a defesa da equipe de Mano Menezes, apesar de precisar da vitória.

O Brasil chegou a nove pontos com este triunfo, enquanto a segunda posição ficou com o Egito, que derrotou Belarus por 3-1.

“Pensamos jogo a jogo. Agora vêm as quartas de final. Só vamos pensar no ouro se nos classificarmos para jogar a final. Também não quero opinar sobre o adversário das quartas que será definido em horas”, disse Mano Menezes, na entrevista coletiva à imprensa.

Para o treinador neo-zelandês Neil Emblen, a seleção brasileira está no caminho certo para a sua primeira conquista olímpica.

“O jogo de hoje do Brasil foi fantástico e é o favorito para o ouro”, afirmou.

A seleção teve paciência para atacar no momento certo e encontrar brechas na bem fechada defesa neo-zelandesa.

O técnico brasileiro aproveitou o momento para dar ritmo a alguns jogadores da seleção e poupar outros.

Continua após a publicidade

Depois de tabelar com Leandro Damião, Danilo ficou cara a cara com o goleiro Michael O’Keeffe e tocou para fazer o primeiro gol aos 23 minutos de jogo. Enquanto o autor do gol agradecia aos céus, Mano passava instruções a Lucas, que tinha boa mobilidade, mas não era efetivo.

O segundo gol foi fruto de outra bela tabela iniciada com um toque de calcanhar de Marcelo para Alex Sandro, que deixou Leandro Damião em ótima posição para mandar para o gol do impotente O’Keeffe aos 29 da etapa inicial.

O ritmo de treino não animou muito a torcida, que se empolgava mais com as jogadas de efeito de Neymar.

Na segunda etapa, o terceiro gol veio rápido, aos 7 minutos, quando Marcelo cobrou falta da esquerda e a bola cruzou a área sem que ninguém tocasse até a conclusão de Sandro.

Aos 16, Neymar conseguiu comprometer um pouco a sua boa atuação ao perder um gol incrível, isolando a bola em uma jogada em que o goleiro O’Keeffe tentava aparecer pelo menos na foto do gol.

Depois, o jogador do Santos foi substituído por Alexandre Pato, segundos antes de uma expulsão boba de Alex Sandro, que saiu com o segundo cartão amarelo por reclamação.

Mas nada mais podia tirar a confiança da seleção.

“A próxima partida é importante porque quem perder está fora. Temos que nos concentrar e nos focar nessa partida. Hoje entraram jogadores que estavam no banco de reservas. Hoje o Alex Sandro jogou bem até a sua expulsão. E o Lucas jogou muito bem”, comentou o lateral Rafael.

Continua após a publicidade
Publicidade