Clique e assine a partir de 9,90/mês

Brasil sofre queda inesperada no vôlei feminino

Depois de passar toda a fase de grupos sem perder nenhum set, seleção brasileira é eliminada de forma surpreendente pela China por 3 a 2

Por Da redação - Atualizado em 17 ago 2016, 02h07 - Publicado em 17 ago 2016, 00h28

Uma das maiores esperanças de medalha do Brasil na Rio-2016, a seleção feminina de vôlei caiu de forma precoce – e inesperada – nas quartas de final do torneio olímpico. Depois de atropelar todas as adversárias e encerrar a fase de grupos invicto e sem perder nenhum set, o Brasil jogou mal e foi derrotado logo no primeiro confronto eliminatório, perdendo da China por 3 sets a 2 na noite desta terça-feira, no Maracanãzinho. Na semifinal, a equipe chinesa vai enfrentar a Holanda.

LEIA TAMBÉM:
Brasil vence a França e garante vaga suada no vôlei masculino
Festa e choradeira na zona mista da eliminação do vôlei

O revés da equipe que buscava o tricampeonato olímpico, depois das medalhas de ouro em Pequim-2008 e Londres-2012, foi ainda mais chocante pela partida que a seleção fez no primeiro set. Dominando as chinesas, o Brasil foi arrasador e venceu com facilidade por 25 a 15, dando a impressão de que faria mais uma vítima na Rio-2016.

A partir do segundo set, porém, o time chinês passou a oferecer uma resistência que a seleção ainda não havia enfrentado na competição – e o Brasil começou a errar. Com parciais de 23/25 e 22/25, a equipe de José Roberto Guimarães perdeu os seus dois primeiros sets na Rio-2016. O quarto set também foi equilibrado, com a China abrindo uma perigosa vantagem em alguns momentos. Empurrado pela torcida, o time da casa conseguiu virar e fechou em 25/23. No tie-break, novamente a partida foi disputada ponto a ponto. Erros das jogadores do Brasil, no entanto, permitiram que a China conseguisse uma pequena dianteira que nos últimos pontos. No final, deu China: 15 a 13 e decepção no Maracanãzinho.

Continua após a publicidade
Publicidade