Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil sofre, mas bate México e conquista sua oitava Copa América

A Seleção Brasileira de futebol de areia conquistou pela oitava vez a Copa América da modalidade, disputada em Rio Quente. Neste domingo, a equipe nacional sofreu para derrotar o México por 4 a 3 e ficar com o título. A vitória também apaga o mau retrospecto recente do Brasil no local. Nos últimos dois anos, a Copa Latina, realizada na cidade, foi vencida por Chile e Uruguai.

A terceira colocação da Copa América ficou com a Argentina, que no primeiro jogo do dia derrotou os Estados Unidos por 1 a 0 nos pênaltis, após o tempo normal acabar empatado por 5 a 5.

Foi a 17vitória do Brasil, em 17 jogos contra o México. As duas seleções se enfrentaram na final da Copa do Mundo de 2007 em Copacabana e na ocasião a Seleção não teve problemas para fazer 8 a 2 e ficar com o título.

Neste domingo, no entanto, o Brasil tomou um susto logo no primeiro lance de partida. Na saída de bola, o tiro do jogador mexicano passou por baixo de Jorginho, que tentou fazer o corte, e tocou a trave. Mão também teve que aparecer bem para evitar que o placar fosse inaugurado em cobrança de falta de H. López. A Seleção conseguiu acalmar o jogo e logo passou a levar perigo, principalmente em cobranças de falta de Buru. A 8min42s para o fim da primeira etapa, ele obrigou Robles a fazer boa intervenção.

Mas também em uma cobrança de tiro livre, segundos depois, G. López abriu o placar, em chute que ainda tocou no goleiro Mão antes de chegar às redes. O empate brasileiro saiu no lance mais bonito da Copa América. Bruno Xavier ajeitou com o peito para Bruno Malias emendar de bicicleta, sem chances para o goleiro Robles. Foi do camisa 5 também o gol de virada. Ele completou com um toque de cabeça a cobrança de falta de Sidney.

O segundo tempo começou com o México pressionando até conseguir o gol de empate, com H. López. Livre, no meio da área, ele se antecipou a Mão e, com a cabeça deu toque fraco, mas suficiente para a bola cruzar a linha. O Brasil não conseguiu produzir e só assustou a 1min do fim da etapa, com chute de Fernando DDI, que passou por cima do gol.

O artilheiro André colocou a Seleção novamente na frente já no terceiro tempo de jogo. Buru chutou do meio da quadra, a bola bateu no camisa 9 e caiu em sua frente. Com um toque, ele tirou do goleiro Robles e fez o terceiro do Brasil na partida.O quarto gol, e último, gol brasileiro saiu com o capitão Jorginho, com um voleio à frente da área. Foi o 299tento do atacante com a camisa do time nacional.

O México ainda conseguiu diminuir, em cobrança de falta de Cati, mas a reação parou por aí e o título da Copa América ficou nas mãos do Brasil pela oitava vez.

* O repórter viaja a convite da organização do torneio