Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil precisa recuperar hegemonia no futebol, diz Mano

Por Tiago Rogero

Teresópolis – O técnico Mano Menezes participou na tarde desta quarta-feira da abertura do 1º Seminário Nacional de Categorias de Base, promovido pela CBF, que conta com a participação de representantes de todos os clubes das séries A e B do Campeonato Brasileiro e vai até sexta, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). A ideia principal da iniciativa é discutir melhorias nas categorias de base e promover a criação de uma metodologia para retomar a hegemonia do futebol brasileiro.

“Queremos recuperar a hegemonia do futebol brasileiro, que neste momento nós não temos. E admitir isso já é um passo importante. Se algo aconteceu nesse período, é porque deixamos de fazer alguma coisa”, declarou Mano.

Uma das mudanças propostas pelo técnico da seleção foi em relação à principal competição brasileira de categorias de base. Para ele, a Copa São Paulo de Futebol Júnior deveria deixar de ser disputada somente por jovens até 18 anos e voltar a ser realizada no formato sub-20, dando mais oportunidades aos jovens de 19 e 20 anos que hoje estão sendo poucos aproveitados nos clubes.

Além de Mano Menezes, a abertura do seminário contou com a participação de Ney Franco, coordenador das categorias de base da seleção e técnico da equipe Sub-20, que participará de todos os dias do evento. Para ele, o Brasil precisa ter como referência o futebol apresentado pelas seleções das Copas do Mundo de 1970 e 1982.

Ney Franco ainda avaliou que duas das principais potências mundiais no momento, Alemanha e Espanha, já desempenham um futebol baseado no que o Brasil jogou nestas duas Copas. “Este futebol é basicamente o que vem jogando as grandes seleções do momento, caso de Alemanha e Espanha”, declarou.

Ainda analisando o futebol europeu, Mano Menezes comentou sobre as semifinais da Liga dos Campeões da Europa, especialmente sobre Ramires. O meia brasileiro foi um dos destaques do empate do Chelsea diante do Barcelona, por 2 a 2, na última terça, que garantiu a equipe inglesa na decisão da competição.

Após a atuação, muito se falou sobre a ausência de Ramires na seleção e, nesta quarta, Mano a explicou. “O Ramires já vem jogando bem há bastante tempo, tanto que faz parte do nosso grupo desde que eu assumi. As pessoas falam as coisas e, às vezes, não entendem que ele esteja de fora porque já vimos o suficiente dele”, comentou.