Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Brasil perde na prorrogação para a Sérvia na final do Mundial sub-20

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h31 - Publicado em 20 jun 2015, 09h47

A seleção brasileira buscava o hexacampeonato mundial sub-20. Não conseguiu. Na decisão da edição de 2015 da competição diante da Sérvia, em Auckland, na Nova Zelândia, na madrugada deste sábado, a equipe dominou boa parte do confronto, mas acabou levando um gol no segundo tempo da prorrogação e perdeu por 2 a 1, ficando com o vice-campeonato.

Ao longo dos 120 minutos, o Brasil foi superior, pressionou e criou as melhores chances. No total, teve 63% da posse de bola contra 37% dos sérvios, que, no entanto, souberam decidir nas poucas oportunidades que tiveram. Nos contra-ataques, chegaram aos dois gols e ficaram com o título da competição pela primeira vez, logo na primeira final deles.

O Brasil, por sua vez, teve que se contentar com seu quarto vice-campeonato. A seleção de Rogério Micale, que substituiu Alexandre Gallo pouco antes do início da competição, até apresentou um bom futebol, mas não resistiu à sua terceira prorrogação – nas oitavas, contra o Uruguai, e nas quartas, contra Portugal, havia vencido nos pênaltis.

O time brasileiro começou a partida em cima e criou bom momento com Jean Carlos aos nove minutos, mas Rajkovic defendeu. Aos 20, linda jogada de Gabriel Jesus pela direita, drible da vaca em Babic, mas novamente o goleiro sérvio apareceu para salvar sua equipe. João Pedro ainda teve bom momento antes da primeira chance dos adversários, que aconteceu somente nos acréscimos. Milinkovic cabeceou e Jean fez ótima defesa.

O segundo tempo começou como o primeiro e logo aos três minutos Danilo perdeu grande chance, praticamente sem goleiro, após bela jogada de Jorge pela esquerda. A Sérvia respondeu aos 15, quando Zivkovic deixou Gajic na cara do gol, mas Jean apareceu bem. Aos 24, no entanto, não teve jeito. Maksimovic recebeu pela direita e cruzou para Mandic marcar.

A resposta brasileira não demorou, e saiu em um golaço. Andreas Pereira, que havia entrado pouco antes do gol sérvio, recebeu pela esquerda, passou por três marcadores invadindo a área, deu novo corte no terceiro e bateu cruzado, sem chances para Rajkovic.

O jogo foi para a prorrogação e a pressão brasileira continuou. Em duas oportunidades, o corintiano Malcom teve a chance de marcar, mas em ambas parou em Rajkovic. No segundo tempo, os sérvios equilibraram o confronto e chegaram ao gol da vitória já aos 12 minutos. Após roubo de bola e rápido contra-ataque, Zivkovic acionou Maksimovic, a zaga brasileira errou na linha de impedimento e o jogador teve tranquilidade para marcar na saída de Jean.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade