Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Brasil perde e fica fora da briga na Copa do Mundo

Por Da Redação 13 nov 2011, 08h33

Por AE

Sapporo – A seleção brasileira feminina de vôlei sofreu neste domingo sua terceira derrota na Copa do Mundo e praticamente deu adeus à briga pela vaga olímpica no torneio disputado no Japão. Após levar 3 a 0 da Itália no sábado, o time do técnico José Roberto Guimarães caiu diante das anfitriãs pelo mesmo placar, com parciais de 26/24, 25/19 e 25/23.

O revés deixou o Brasil em situação muito delicada na competição, que classifica somente as três primeiras colocadas aos Jogos Olímpicos de Londres. Com 12 pontos, as atuais campeãs olímpicas ocupam somente a sexta posição da tabela e estão a sete pontos de distância da terceira colocada, a China.

Para seguir com chances de obter a vaga ainda nesta Copa do Mundo, as brasileiras precisam vencer seus próximos três jogos – por 3 a 0 ou 3 a 1, para somar três pontos em cada duelo – e ainda torcer contra a China. As chinesas, que têm adversários mais fáceis pela frente, só poderia somar mais um ponto para manter as possibilidades de classificação do Brasil.

Se falhar na busca pela vaga olímpica no Japão, a equipe de Zé Roberto ainda terá mais uma chance para se garantir em Londres. A última oportunidade acontecerá no Pré-Olímpico Mundial, em maio de 2012, que também será disputado na capital inglesa.

Neste domingo, a equipe brasileira voltou a abusar dos erros e a mostrar a mesma falta de inspiração das partidas anteriores. O Japão começou melhor, mas o Brasil conseguiu equilibrar o duelo na metade do primeiro set. Com uma boa reação, as brasileiras chegaram a ter um set point, mas desperdiçaram a chance, levaram a virada e saíram em desvantagem na primeira parcial.

As japonesas seguiram melhor no segundo set e praticamente não deram chances às brasileiras. Embaladas, fecharam a parcial por 25/19, diante da apatia das campeãs olímpicas. Comandadas pelas inspiradas Kimura Saori, responsável por 20 pontos, e Ebata Yukiko, com 19, o Japão manteve o ritmo no terceiro set e fechou o jogo sem sofrer ameaças.

Depois de duas derrotas seguidas, o Brasil volta à quadra na manhã de quarta-feira, às 7h20 (horário de Brasília), para enfrentar a Argentina. Na sequência, as adversárias serão a Argélia e a República Dominicana.

Continua após a publicidade
Publicidade