Clique e assine com até 92% de desconto

Brasil pega Honduras em Miami e Felipão faz novos testes

Victor e Bernard serão avaliados. Outros reservas, como Dante e Maxwell, também ganharão mais uma chance de convencer treinador antes da Copa

Por Da Redação 16 nov 2013, 07h01

“Vou tentar somar ainda mais coisas boas a tudo o que o Felipão viu em mim para me convocar”, disse o lateral Maxwell, reserva de Marcelo

A seleção brasileira enfrenta Honduras neste sábado, às 22h30 (de Brasília), no Estádio Sun Life, em Miami, nos Estados Unidos. O Brasil fecha a sua campanha em 2013 enfrentando o Chile, na terça-feira. Assim, vai ficando cada vez mais próxima a Copa do Mundo e o técnico Luiz Felipe Scolari pretende aproveitar cada oportunidade de observar jogadores e definir a lista para o Mundial, que será divulgada em maio. Apesar de Honduras ocupar apenas o 34º lugar no ranking de seleções da Fifa, onde o Brasil está na 11ª posição, Felipão espera problemas. O time da Concacaf está classificado para a Copa do Mundo e fez boa campanha nas Eliminatórias. “Será uma equipe perigosa porque não tem nada a perder. Portanto, vai exigir da seleção brasileira o mesmo espírito de luta que ela vem demonstrando ao longo dos jogos em 2013. Vamos enfrentar um adversário que vai disputar a Copa e que, portanto, não é nenhuma equipe fraca”, analisou Felipão.

Leia também:

A virada da nossa seleção – e o que aprender com ela

Lesionado, Marcelo é cortado de amistosos do Brasil

Continua após a publicidade

De olho em Kaká, Felipão revela que pode convocá-lo

Treinador surpreende e convoca o veterano Robinho

Para o jogo na Flórida, o zagueiro Thiago Silva, que se recuperou recentemente de lesão no joelho direito, será poupado, emprestando sua vaga a Dante. O lateral-direito Daniel Alves, também poupado, será substituído por Maicon, enquanto o lateral-esquerdo Marcelo, cortado por causa de lesão no joelho esquerdo, será substituído por Maxwell. Já no meio, Bernard, um dos novatos favoritos de Felipão, ocupará a vaga de Hulk, outro que será preservado para o jogo de terça. Os atletas que terão a chance de jogar pretendem agarrar a oportunidade de qualquer maneira. “Vou tentar somar ainda mais coisas boas a tudo que o Felipão viu em mim para me convocar. A minha expectativa é aproveitar as oportunidades que aparecerem para mostrar ao treinador que tenho condições de estar no grupo que vai disputar a próxima Copa do Mundo”, prometeu Maxwell.

Pelo lado de Honduras, o técnico colombiano Luis Fernando Suárez acredita que o amistoso contra o Brasil terá um papel muito importante na preparação de sua equipe para o Mundial. “Conseguimos um grande objetivo, que foi a classificação para a Copa do Mundo, e agora queremos nos preparar muito bem para termos alguma chance de passarmos para as oitavas de final. Não vejo melhor seleção para enfrentar nesta fase de preparação do que o Brasil, uma dos mais fortes do mundo e que jogará em casa no Mundial. Teremos uma boa noção de onde estamos no caminho até o torneio”, declarou Suárez. O treinador de Honduras evitou surpreender na convocação para o amistoso e manteve a base que acabou em terceiro lugar nas Eliminatórias da Concacaf para a Copa do Mundo. Os destaques do time são o zagueiro Maynor Figueroa, do Hull, e o meia Wilson Palacios, do Stoke City, ambos atuando no futebol inglês.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade