Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Brasil leva prata e bronze na trave na etapa da Eslovênia da Copa do Mundo

Delegação feminina encerrou sua participação com três medalhas - sábado, Rebeca Andrade conquistou o bronze nas barras assimétricas

Por Da Redação 5 abr 2015, 11h19

As novas promessas da ginástica artística do Brasil conquistaram mais duas medalhas no último dia da etapa de Liubliana, na Eslovênia, da Copa do Mundo. Neste domingo, Lorrane Oliveira e Julie Kim Sinmon subiram ao pódio na prova da trave ao terminaram a disputa em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Leia também:

O calendário das competições em 2015

Rio-2016: projeção coloca Brasil na 8ª posição do quadro de medalhas

A canadense Isabela Maria Onyshko superou ambas e faturou a medalha de ouro, com 14,025 pontos. Lorrane, que havia avançado para a final com o melhor desempenho na fase classificatória, não teve uma participação tão boa neste domingo, mas seus 13,525 pontos foram suficientes para lhe garantir a segunda colocação.

Continua após a publicidade

Já Julie Kim Sinmon melhorou o seu desempenho em comparação com as eliminatórias, quando avançou para a final em sétimo lugar. Neste domingo, a brasileira garantiu a medalha de bronze com 13,225 pontos.

Além delas, o Brasil teve outro representante nas finais deste domingo em Liubliana. Ângelo Assumpção terminou em quinto lugar na disputa do salto, uma posição à frente do seu desempenho na fase classificatória, com 14,450 pontos.

Nesta prova, o suíço Marco Rizzo faturou a medalha de ouro, 14,862 pontos. O holandês Bart Deurloo, segundo colocado com 14,662, e o letão Vitalijs Kardasovs, terceiro com 14,587, completaram o pódio do salto.

Com esses resultados, o Brasil encerrou a sua participação na etapa de Liubliana da Copa do Mundo de Ginástica Artística com três medalhas, pois no sábado, no primeiro dia de finais, Rebeca Andrade conquistou o bronze nas barras assimétricas.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade