Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Brasil estreia em Sochi sem concorrência regional

País envia a maior delegação da história para uma edição de Olimpíada de Inverno, mas ainda é cedo para sonhar com uma medalha nos esportes de gelo

Por Da Redação - 9 fev 2014, 09h19

É um fato inegável, o Brasil está longe de ser uma potência dos Jogos de Inverno. Sonhar com uma medalha olímpica ainda é um sonho muito distante, embora afirmações categóricas como essa sejam costumeiramente derrubadas. De qualquer maneira, vale a pena ressaltar e acompanhar os bravos brasileiros que estão na Vila Olímpica de Sochi para a disputa da sétima edição seguida da Olímpiada disputada na neve e no gelo.

Leia também:

Abertura de Sochi amarga falha logo nos primeiros minutos

Sochi-2014: a festa de US$ 50 bi esconde falhas grotescas

Publicidade

Protestos contra a lei anti-gay russa? Apenas da porta pra fora

Colocado dentro de uma perspectiva regional, o esporte brasileiro praticamente não encontra concorrência. O país tem a maior delegação entre os sul-americanos (treze atletas, e dois reservas, contra sete argentinos, seis chilenos, três peruanos, um venezuelano e uma paraguaia). Vale lembrar que Argentina e Chile, países que possuem montanhas nevadas, também nunca conquistaram medalhas.

Além disso, apenas três dos membros da delegação brasileira tem uma relação mais distante com o país. Os esquiadores Maya Harrisson e Jhonatan Longhi nasceram no Brasil, mas foram adotados ainda crianças por famílias europeias – Maya vive na Suíça, Jhonatan na Itália. A patinadora Isadora Williams tem dupla cidadania. A jovem de 18 anos é americana mas compete pelo Brasil por ser filha de uma mineira.

Com a exceção do esqui alpino, os atletas brasileiros que estão em Sochi lideram hoje o ranking sul-americano de seus esportes. A melhor participação do Brasil nos Jogos de Inverno foi em 2006, em Turim. Na ocasião a snowboarder Isabel Clark ficou em nono lugar na prova do snowboard cross (graças a queda de algumas adversárias, diga-se).

Publicidade

Confira o calendário de provas dos atletas brasileiros em Sochi:

*Até o dia 15/2, de acordo com o horário brasileiro de verão

9 de fevereiro

Biatlo – Sprint 7,5 km

Publicidade

Jaqueline Mourão

A partir das 12h30*

11 de fevereiro

Esqui Cross Country – Sprint Livre (masculino) Leandro Ribela A partir das 08h25* (qualificação)

Publicidade

Esqui Cross Country – Sprint Livre (feminino) Jaqueline Mourão A partir das 08h00* (qualificação)

14 de fevereiro

Esqui aéreo

Josi Santos

Publicidade

A partir das 11h45* (qualificação)

Biatlo – Individual 15 km

Jaqueline Mourão

A partir das 13h00*

Publicidade

16 de fevereiro

Snowboard – Cross

Isabel Clark

A partir das 04h00 (qualificação)

Publicidade

18 de fevereiro

Esqui alpino – Slalom Gigante

Maya Harrisson

A partir das 04h00

Publicidade