Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil estreia com derrota para Polônia na Liga Mundial

O Brasil estreou nesta sexta-feira na Liga Mundial de vôlei, contra a Polônia, no Ricoh Coliseum, em Toronto (CAN). O tabu de dez anos sem perder para os europeus caiu e a Polônia venceu com 3 sets a 2, parciais de 25/22, 27/25, 25/27, 22/25 e 15/12.

No primeiro set, o Brasil se aproveitou dos bloqueios no início da partida e foi para o primeiro tempo técnico em vantagem, com 8/6. O confronto seguiu equilibrado e a Seleção Brasileira foi também vantagem para o segundo tempo técnico, com 16/14. A Polônia buscou a reação e se aproximou no placar com 20/19. O técnico Bernardinho parou o jogo mas o adversário passou à frente em 23/22 e fechou com 25/22.

Os poloneses iniciaram o segundo set melhores na partida, fazendo 2/1 com ponto de bloqueio. A Seleção Brasileira trouxe o placar em 14/10 e o técnico da seleção polonesa, Andrea Anastasi, pediu tempo. A Polônia reagiu na partida e empatou com 17/17. O time europeu chegou a fazer 22/20 e Bernardinho parou o duelo. Com os saques de Rodrigão e o bloqueio de Lucão o Brasil empatou em 24 a 24, mas de nada adiantou, já que a Polônia fechou a parcial com 27/25.

Logo no terceiro set, os adversários do Brasil abriram 3/0. O Brasil reagiu e fez 5/5. O confronto seguiu parelho e a Polônia chegou na liderança do marcador nos dois próximos tempos técnicos. A equipe verde e amarela acabou fechando a parcial com 27/25.

O quarto set foi extremamente equilibrado. No começo, 6/6 no placar. A Selção conseguiu chegar até o primeiro tempo técnico em vantagem de 8/7. A Polônia passou à frente em 12/11. O Brasil empatou em 14/14 e chegou a ter vantagem de 16/15. Os poloneses ainda conseguiram empatar: 18/18. Com dois pontos de Sidão, a Seleção fez 20/18. No erro da seleção europeia, o Brasil cravou 25/22 e empatou o duelo.

No tie-break, a seleção polonesa abriu 3/1. Quando a Polônia teve 5/2 de folga, o técnico brasileiro parou o jogo. O placar chegou a 9/3 para os europeus. Reagindo no embate, o Brasil contou com Sidão e Bruno para diminuir o prejuízo: 9/7. Na volta do tempo do técnico da Polônia, a Seleção esboçou uma reação, mas os adversários foram implacáveis e fecharam com 15/12, impondo a primeira derrota da Seleção na Liga Mundial.