Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Brasil enfrenta a Suíça em amistoso preparativo para 2014

Nesta quarta, equipe de Felipão faz o primeiro dos oito jogos antes do mundial

Por Da Redação - 14 ago 2013, 09h04

Depois de vencer a Espanha por 3 a 0 e garantir o título de campeã da Copa das Confederações, em junho, a seleção brasileira faz seu primeiro amistoso para a Copa de 2014, no Brasil, nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), contra a Suíça, na Basileia. Mas Luiz Felipe Scolari faz questão de manter os pés dos jogadores no chão, dizendo que ninguém tem vaga garantida para o mundial. “Nenhum jogador assegurou posição. Não se sabe o que vai acontecer com os atletas que são titulares”.

Leia também:

Seleção brasileira se apresenta para jogo contra a Suíça

Seleção treina na academia antes de amistoso de quarta

Publicidade

Brasil e Suíça já se enfrentaram sete vezes. E apenas o primeiro jogo entre as duas seleções não foi amistoso: aconteceu na Copa de 1950, no Brasil. Apesar de jogar diante sua torcida, os brasileiros não saíram do empate em 2 a 2. O retrospecto dos confrontos é favorável à seleção brasileira. Foram três vitórias, três empates e uma derrota. Nos confrontos, o Brasil marcou dez gols, contra sete dos suíços.

Leia também:

Brasil permanece em 9º lugar no ranking da Fifa

Neymar na seleção: agora do Barcelona, nada de conversa

Publicidade

O único problema de Felipão para a partida desta quarta, em relação aos que jogaram na final da Copa das Confederações, é o zagueiro David Luiz, que não foi a campo no único treino para o duelo contra a Suíça. Enquanto o elenco realizou atividade no St. Jacob Park Stadium, o defensor permaneceu no hotel, sob os cuidados do departamento de fisioterapia. O atleta se recupera de dores no joelho direito e deve ficar no banco de reservas, cedendo seu lugar a Dante, na dupla de zaga formada com Thiago Silva. Além do problema do jogador, Felipão confirmou que planeja fazer duas ou três alterações na equipe campeã.

Leia também:

Neymar marca e Barcelona derrota combinado da Malásia

Com base na Copa das Confederações, Felipão chama Maxwell

Publicidade

O treinador Luiz Felipe Scolari aproveitou a reunião dos jogadores para a partida desta quarta-feira e avisou que os reservas em seus clubes precisam pensar suas prioridades e pediu o fim do clima de comemoração pela conquista da Copa das Confederações. “Com poucos jogos, parte do processo será o de observar os jogadores em seus clubes. Mas se eles não jogam, não há como observar”, disse, para depois completar. “Pode ser segunda, terceira ou décima divisão. Não faz diferença, o importante agora é jogar. Os jogadores vão ter de pensar na seleção e não só na parte monetária e no clube”. Dois casos preocupam Felipão em especial: seu goleiro titular, Julio Cesar, e seu volante titular, Luiz Gustavo. Ambos são preteridos em seus clubes e negociam a saída.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Sobre a conquista da Copa das Confederações, Felipão lembra que a seleção brasileira também conquistou o torneio em 2005 e 2009, mas não conseguiu repetir o bom retrospecto nos mundiais seguintes. “Jogaram bem, mas acabou a Copa das Confederações. Temos que lembrar aos jogadores que já vivenciamos essa situação, de ser campeão, em 2005 e 2009.” O treinador pediu para que seus jogadores não encarassem as próximas partidas como amistosos, pois elas são decisivas para a decisão do grupo que irá participar do torneio em 2014. “Temos de mostrar à imprensa internacional que aquilo contra a Espanha não foi por acaso e que temos um grupo”.

Publicidade

Amistosos

Ainda nesta quarta-feira, outras seleções entrarão em campo para amistosos internacionais. No jogo em homenagem ao papa Francisco, Itália e Argentina se enfrentam em Roma, sem a presença de Mario Balotelli e Lionel Messi, os destaques de cada equipe. No confronto entre europeus, Portugal recebe a Holanda, no estádio Algarve, em Faro, A França vai até Bruxelas para enfrentar a Bélgica, enquanto a Inglaterra recebe a Escócia, em Wembley. Também nesta quarta-feira, a Alemanha enfrenta o Paraguai, em Kaiserslautern, e o Japão recebeu o Uruguai, em Sendai.

(Com Estadão Conteúdo e agência Gazeta Press)

Publicidade