Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil é derrotado pela Dinamarca e fica sem a vantagem na final

A classificação antecipada para a decisão do Torneio Cidade de São Paulo não fez bem à Seleção Brasileira feminina de futebol. Na noite desta quinta-feira, a equipe do técnico Jorge Barcellos entrou em campo sem grande responsabilidade e decepcionou o público de pouco mais de 4 mil pessoas: derrota por 1 a 0 para Dinamarca, no estádio do Pacaembu.

Com o resultado, o Brasil irá brigar pelo título justamente com a Dinamarca, no domingo. A melhor campanha na fase de classificação dá a vantagem do empate ao país escandinavo.

No ano passado, o Brasil perdeu o título do Torneio Cidade de São Paulo justamente por não ter a vantagem do empate. As donas da casa não conseguiram vencer o Canadá e amargaram o vice-campeonato.

O resultado no jogo de fundo também eliminou a Itália da final. Na preliminar, a equipe europeia marcou 6 a 0 no Chile e esperava uma vitória brasileira por dois gols de diferença para brigar pela taça.

O Jogo – A Seleção Brasileira deu a impressão de que atropelaria a Dinamarca. Com dois minutos, a equipe da casa apostou na velocidade para criar a primeira chance: Érika apareceu com liberdade na área, mas chutou em cima da goleira Petersen.

O lance deixou as dinamarquesas mais concentradas na marcação. Ainda por cima, as europeias também apostavam nos contra-ataques. Aos oito minutos, Sofie Pedersen arrematou para a intervenção de Andreia.

O Brasil não alcançava sucesso nas jogadas individuais com Marta e Cristiane. Ainda por cima, viu o travessão de Andreia balançar em uma cabeçada de Harder. O jogo estava perigoso.

Para o segundo tempo, o Brasil voltou modificado, com a presença de Thaisinha no lugar de Gabi. A alteração surtiu efeito ofensivo, inclusive com o aumento da incidência de jogadas pelas laterais.

As craques do Brasil acordaram aos nove minutos. Marta deu um passe precioso para Cristiane nas costas da zaga. A centroavante brasileira avançou com tranquilidade, porém tentou um toque de classe e parou na defesa de Petersen.

Todavia, a Dinamarca continuava perigosa em suas investidas. Aos 19 minutos, Andreia voltou a demonstrar segurança para barrar a finalização de Christiansen. Aos 32 minutos, a falta de concentração brasileira foi castigada. Após cobrança de escanteio da esquerda, Sanne Nielsen aproveitou a sobra dentro da área e fuzilou a goleira verde-amarela. No fim, o Brasil tentou o empate na base do abafa: sem sucesso.