Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil e Cuba lutam para definir hegemonia no judô do Pan

Carlos A. Moreno.

Guadalajara (México), 28 out (EFE).- Brasil e Cuba dividiram neste sábado os quatro ouros disputados no judô nos Jogos Pan-Americanos 2011 de Guadalajara e, empatados no quadro de medalhas, adiaram para este sábado, último dia de provas da disciplina, a definição da hegemonia continental neste esporte.

Brasil e Cuba têm cada um cinco medalhas de ouro, duas de prata e três de bronze e dividem a liderança do quadro de medalhas em judô com uma grande vantagem sobre o terceiro situado, Estados Unidos, que tem uma única medalha de ouro que cubanos e brasileiros deixaram escapar.

Dos resultados nas quatro finais do sábado depende se Cuba conseguirá manter o domínio que garantiu há quatro anos no Rio de Janeiro, quando liderou o quadro de medalhas com cinco ouros, três pratas e cinco bronzes, e deixou o segundo lugar para o Brasil, com quatro ouros, seis pratas e três bronzes.

Nas quatro finais deste sábado, Cuba conseguiu dois ouros no feminino e o Brasil os dois disputados no masculino. No único combate direto entre ambas as potências a vencedora foi a cubana Yurisleidys Lupetey, que ficou com o ouro na categoria até 57 quilos feminino ao derrotar a brasileira Rafaela Silva.

A cubana – bronze nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004 e ouro no Pan de Santo Domingo 2003 – venceu no combate final por um yuko Rafaela, que foi ouro no Mundial de San Salvador 2011, campeã da Copa do Mundo de São Paulo 2011 e ouro no Grand Prix de Düsseldorf 2011.

Yurisleidys se disse satisfeita por uma vitória que ajuda Cuba no duro duelo com o Brasil e antecipou que a rivalidade prosseguirá até o último dia de combates. ‘Tenho certeza que meus companheiros vão dar todo amanhã e que vamos sair daqui igual que no Rio de Janeiro, quando dominamos em judô’, afirmou.

‘Espero que minhas companheiras que vão lutar amanhã o façam bem e que o Brasil possa finalmente superar Cuba em número de ouros em judô’, disse por sua vez Rafaela.

‘Amanhã devemos ficar em cima. Amanhã vamos lutar por três medalhas e calculamos que pelo menos dois ouros’, afirmou Anyelo Gómez, que hoje foi bronze na categoria até 66 quilos masculino.

‘Outro ouro sempre é importante quando competimos com Cuba. O Brasil sempre espera medalhas do judô. Espero que amanhã estejamos novamente presentes no mais alto do pódio’, respondeu o brasileiro Leandro da Cunha, campeão na categoria até 66 quilos.

Leandro, prata no Mundial de Tóquio 2010 e ouro na Copa do Mundo de Miami, conquistou o título em sua categoria ao derrotar na final o americano Keneth Hashimoto.

O outro ouro brasileiro do dia foi para Bruno Silva, que venceu na categoria até 73 quilos ao derrotar o argentino Alejandro Clara.

O brasileiro, prata na Copa do Mundo de Miami 2011, precisou de apenas 16 segundos para vencer por ippon.

O segundo ouro cubano do dia foi de Yaritza Abel na categoria até 63 quilos feminino após derrotar na final a mexicana Karina Paloma Acosta.

– Resultados do terceiro dia de combates de judô:.

– Categoria até 66 quilos masculino:.

.1.- Leandro da Cunha (BRA) OURO.

.2.- Keneth Hashimoto (EUA) PRATA.

.3.- Anyelo Gómez (CUB) BRONZE.

.-.- Francisco Carreón (VEN) BRONZE.

– Categoria até 57 quilos feminino:.

.1.- Yurisleidys Lupetey (CUB) OURO.

.2.- Rafaela Silva (BRA) PRATA.

.3.- Joliane Melançon (CAN) BRONZE.

.-.- Hana Carmichael (EUA) BRONZE.

– Categoria até 73 quilos masculino:.

.1.- Bruno Silva (BRA) OURO.

.2.- Alejandro Clara (ARG) PRATA.

.3.- Ronald Girones (CUB) BRONZE.

.-.- Nicholas Tritton (CAN) BRONZE.

– Categoria até 63 quilos feminino:.

.1.- Yaritza Abel (CUB) OURO.

.2.- Karina Paloma Acosta (MEX) PRATA.

.3.- Christal Renee Ramson (EUA) BRONZE.

.-.- Stéfanie Tremblay (CAN) BRONZE. EFE