Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Branco rechaça rótulo de aposta e projeta sucesso com Figueirense

No Figueirense, Branco exercerá pela primeira vez a função de treinador, no entanto, ele rechaça ser uma aposta do clube. O ex-lateral cita toda a sua experiência no futebol, nos mais diversos cargos, e ainda aponta a fama do Alvinegro em revelar bons técnicos para o cenário nacional.

‘Não sou aposta. Seria se não tivesse feito nada na minha vida profissional, mas me preparei para isso. Não adianta eu ficar falando também, o meu dia a dia é que vai poder convencer vocês. Mas eu tenho certeza que serei mais um treinador de sucesso a passar por aqui, assim como Muricy Ramalho, Adilson Batista, Dorival Júnior e agora o Jorginho’, declarou Branco.

Campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1994, nos Estados Unidos, o ex-jogador também foi diretor das divisões de base da CBF em 2006, deixando o cargo logo depois para assumir a função de coordenador técnico do Fluminense. No Tricolor das Laranjeiras, fez parte da conquista da Copa do Brasil de 2007 e das campanhas do vice-campeonato da Libertadores, em 2008, e da Sul-americana, em 2009. Em dezembro do mesmo ano, no entanto, deixou o clube devido a divergências com relação a pendências trabalhistas da época em que era atleta.

‘A idéia de ser técnico começou há dois anos, me preparei para isso. Só me falta ir para a beira do campo, porque montagem de equipe, identificar perfil de jogador, nisso tudo eu já sou muito experiente. Agora é uma experiência nova, mas com bagagem grande’, disse Branco, sabido da responsabilidade que terá por substituir Jorginho.

‘A responsabilidade é enorme, mas minha vida sempre foi feita de desafios. Conversei com a diretoria, é uma administração muito unida, bem feita, a estrutura é ótima, a torcida apaixonada…não vai ser fácil, mas vou fazer o possível para melhorar ainda mais o trabalho de Jorginho. Nosso grupo será forte’, prometeu.

A ideia do clube é conquistar o Campeonato Catarinense – feito que Jorginho não conseguiu – e repetir a boa campanha no Brasileirão, quando o time não só escapou da briga para o rebaixamento, mas principalmente lutou por uma vaga para Libertadores e em certo momento até com possibilidades de título.