Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bragantino bate Vila Nova e festeja 6.ª vitória seguida

Por AE

Goiânia – O Bragantino venceu o Vila Nova por 2 a 1, nesta sexta-feira, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 24.ª rodada, confirmando a sua impressionante reação na tabela de classificação na Série B do Campeonato Brasileiro. Esta foi a sua sexta vitória consecutiva, que o deixou ainda em sexto lugar, mas agora com 39 pontos. O Vila Nova não ganha há sete rodadas, acumulando um empate e agora a sua sexta derrota, e assim continua com 24 pontos, em 17.º lugar, dentro da zona de rebaixamento.

Com estes dois gols, o time paulista atingiu os 42 gols, tendo o segundo melhor ataque da competição, só atrás da líder Portuguesa, com 48. E o Bragantino mostrou muita força ofensiva ao abrir o placar logo aos quatro minutos, com o grandalhão Lincom. Ele desviou de cabeça o cruzamento de Romarinho, mandando a bola no ângulo de Michel Alves.

O Vila Nova ainda tentou reagir e quase empatou em um chute de Jô, que explodiu na trave esquerda do goleiro Gilvan. Fora isso, reclamou de dois possíveis pênaltis cometidos por Luiz Carlos. No primeiro, a bola tocou em seu braço, de forma involuntária, segundo o árbitro. No segundo, o zagueiro teria segurado Henrique, o que não ficou caracterizado.

Aos 26 minutos, o Bragantino ampliou com Otacílio Neto. Ele recebeu sozinho na intermediária e soltou a bomba. O goleiro Michel Alves, encoberto, nem foi na bola.

No segundo tempo, o jogo ficou moroso. O Bragantino não saiu da defesa, diante de um Vila Nova sem força ofensiva. Aos 39 minutos, Felipe cometeu pênalti sobre Jô. Na cobrança, o experiente Roni esperou Gilvan cair para a direita e bateu no meio do gol. Os últimos minutos foram de pressão, mas o placar ficou igual.

O Vila Nova já abre a 25.ª rodada na próxima terça, em Natal, diante do ABC. O Bragantino só volta a campo no outro sábado, dia 24, em casa, diante da líder Portuguesa.

Ficha técnica

Vila Nova 1 x 2 Bragantino

Vila Nova – Michel Alves; Vitor Ferraz, Henrique, Ben Hur e Luizinho (Marquinhos); Jairo, Adilson, Vitor Rossini (Roni) e Davi; Leandro Cearense (Bergson) e Jô. Técnico: Artur Neto.

Bragantino – Gilvan; André Astorga, Luiz Carlos (Júnior Lopes) e Felipe; Léo Jaime (Luis Mário), Éder, Mineiro, Romarinho e Luis Henrique (Luis Felipe); Otacílio Neto e Lincom. Técnico: Marcelo Veiga.

Gols – Lincom, aos 4, e Otacílio Neto, aos 26 minutos do primeiro tempo; Roni (pênalti), aos 41 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Vitor Rossini, Henrique e Marquinhos (Vila Nova); Luis Henrique, Luiz Carlos, Felipe, Romarinho e Mineiro (Bragantino).

Cartão vermelho – Luis Felipe (Bragantino).

Árbitro – Francisco Carlos Nascimento (AL).

Renda – R$ 9.941,00.

Público – 1.015 pagantes.

Local – Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).