Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Botafogo visita o Coritiba buscando quinta vitória seguida

Em confronto válido pela 23rodada do Campeonato Brasileiro, o Botafogo visita o Coritiba neste domingo, às 16 horas (de Brasília), em Curitiba (PR), em busca de sua quinta vitória consecutiva na competição. O Glorioso venceu seus últimos quatro compromissos, sendo o mais recente uma sonora goleada por 4 a 0 contra o Ceará. O feito foi suficiente para levar o time aos 40 pontos, na quarta colocação e com chances de terminar o fim de semana na liderança, dependendo de uma combinação de resultados. Já o Coxa perdeu por 2 a 0 para o Vasco na quinta-feira passada, fora de casa, e, com 29 pontos, está na parte intermediária da tabela de classificação.

Apesar de as duas equipes viverem momentos diferentes no Campeonato Brasileiro, o discurso no Botafogo é alinhado quando o assunto é o adversário deste domingo. Existe muito respeito para com o Coritiba, que ainda é lembrado em General Severiano pelos feitos do primeiro semestre, quando foi campeão paranaense de maneira invicta e finalista da Copa do Brasil, sendo derrotado pelo Vasco na grande decisão.

‘O Coritiba é um dos melhores times do ano e vamos precisar dar uma demonstração de força nesta partida. Sabemos que as dificuldades serão muito grandes, mas não podemos vacilar um único momento. É um jogo que vai exigir o máximo de concentração’, afirmou o técnico Caio Junior.

Na visão dos jogadores do Botafogo o respeito para com o Coritiba não pode ser confundido com temor. Isso porque eles entendem que o Alvinegro não deve mudar a sua postura atuando como visitante. Atualmente o Glorioso vem sendo reconhecido pela sua vocação ofensiva, responsável por marcar 36 gols e fazer da equipe a com o segundo melhor ataque da competição.’Vamos precisar jogar contra o Coritiba com a mesma postura que exibimos contra o Ceará ou nos jogos no Rio de Janeiro. O Botafogo é um time que se acostumou a atuar de maneira vertical, sempre em busca do gol. O Caio Junior pede muito isso para a nossa equipe e os triunfos estão aparecendo justamente por conta disso’, afirmou o atacante uruguaio Loco Abreu.

Para este compromisso o Botafogo deverá promover apenas uma alteração em relação ao time que derrotou o Ceará por goleada. O lateral direito Cortês, convocado pelo técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes, para o amistoso contra a Argentina, volta ao time após cumprir suspensão. Assim, Márcio Azevedo fica como opção no banco de reservas. Existe ainda a chance de Alessandro ganhar a vaga de Lucas na lateral direita, já que nas partidas fora de casa o treinador gosta de um jogador com características mais defensivas no setor.

Pelo lado do Coritiba, a principal luta é contra a irregularidade. A equipe não consegue emplacar uma sequência de resultados positivos e fica presa em uma posição intermediária na tabela de classificação. A esperança para a partida, como sempre, é o bom aproveitamento no Alto da Glória, onde a postura dos jogadores alviverde tem sido outra.

O técnico Marcelo Oliveira não teve muito tempo para arrumar a equipe após a derrota de quinta-feira diante do Vasco da Gama. Porém, sabe que terá que mudar o sistema defensivo. Pereira, com dores na coxa, e Demerson, que sentiu o pé direito, formaram a dupla de zaga titular, mas devem ficar de fora. Com isso, Jéci, que se recupera de lesão, e Émerson, que volta de suspensão, podem formar o setor.

O desfalque certo é o volante William. O jogador recebeu o terceiro cartão amarelo e vai cumprir suspensão automática. Léo Gago deve reassumir sua vaga ao lado de Leandro Donizete na proteção da zaga. As mudanças não preocupam o treinador coxa-branca, que se mostra satisfeito com a postura da equipe, mesmo com resultados ruins.

‘O Coritiba é um vencedor que luta. E eu estaria muito mais decepcionado se a equipe tivesse outra postura, por que não houve preciosismo, por falta de compromisso’, avaliou o comandante alviverde, que mais uma vez justificou um tropeço com um problema crônico da equipe: erros de finalização, que não podem acontecer diante dos cariocas. ‘Não houve a possibilidade de transformar as jogadas em gols’, concluiu.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA X BOTAFOGO

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Data: 11 de setembro de 2011 (Domingo)

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Fabrício Neves Correa (RS)

Assistentes: Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e José Silveira (RS)

CORITIBA: Vanderlei, Jonas, Emerson, Jéci (Luccas Claro) e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Léo Gago, Tcheco e Rafinha; Marcos Aurélio e Bill

Técnico: Marcelo Oliveira

BOTAFOGO: Jéfferson, Lucas (Alessandro), Gustavo, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos, Renato, Elkeson e Maicosuel; Herrera e Loco Abreu

Técnico: Caio Junior