Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Botafogo vence Flamengo e vai à final da Taça Guanabara

Com gols de Júlio César e Vitinho, clube enfrenta Vasco na decisão de domingo

O Botafogo será o adversário do Vasco da Gama na final da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. O clube da estrela solitária, em jogo eletrizante, derrotou o Flamengo por 2 a 0, no estádio Engenhão e encara o time cruzmaltino no próximo domingo, às 16h (de Brasília), para decidir o primeiro título estadual do Rio de Janeiro.

Leia mais

Vasco vence e elimina Fluminense da Taça Guanabara

Jogo – O clássico no Engenhão começou com um lance decisivo logo no primeiro minuto. Numa saída de bola errada da defesa do Flamengo, Seedorf tocou para o lateral Julio Cesar, que pegou a bola na esquerda do ataque, saiu costurando até entrar na área, e tocou no canto direito de Felipe. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.

O gol desestabilizou a equipe rubro-negra, que ainda teve de enfrentar um adversário fechado e explorando os contra-ataques. Com mais facilidade em jogar em velocidade, e se aproveitando dos espaços cedidos pelo adversário, o Fla encontrou muitas dificuldades de penetração durante todo o primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Flamengo tentou igualar o placar. Aos 11, Elias fez ótima enfiada para Hernane na esquerda da área. O atacante demorou, tentou pedalar em cima do marcador, mas acabou desarmado. O Botafogo teve seus melhores momentos na metade da primeira etapa. Aos 25, pressão na área do Fla e Dória tenta uma bicicleta. Andrezinho aproveita o rebote mas é travado. Rafael Marques também tenta de bicicleta mas a defesa corta.

O jogo foi ficando mais dramático e o alvinegro recuando mais para seu campo. Aos 20, o lance mais polêmico do jogo. O Fla ataca em peso, João Paulo cruza da ponta esquerda, Rafinha tenta a conclusão da marca do pênalti mas fura. A bola sobra para Rodolfo na meia lua, ele chuta e a bola bate no cotovelo de Marcelo Mattos. O árbitro nada marca e revolta os rubro-negros. Aos 22, a melhor chance do Fla no jogo. João Paulo cruzou e Hernane cabeceou da pequena área, em cima de Jefferson. No rebote, o atacante tentou empurrar para as redes, mas o goleiro se atirou na bola e salvou com os pés.

Aos 29, Léo Moura avançou pela direita e tocou para Gabriel, que havia entrado no lugar do paraguaio Cáceres. O jovem dominou e arriscou de fora da área, mas Jéfferson voou para defender e mandar para escanteio. O drama seguiu até os acréscimos, quando aos 48, o goleiro Felipe foi para o ataque. Mas a bola sobrou para Jéfferson, que acionou rapidamente o ataque. Vitinho tabelou com Rafael Marques e, sem goleiro, decretou a vitória alvinegra e a classificação para a final.