Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Botafogo pega Santa Fé na Sul-Americana com reservas

Por Da Redação 29 set 2011, 08h00

Por Leonardo Maia

Rio – A Copa Sul-Americana foi vista pelos clubes brasileiros como uma perturbação por muito tempo. Aos poucos, a competição vai conquistando seu espaço no País, por ser um título internacional, e, desde o ano passado, por dar vaga na Copa Libertadores da América. Por isso, o Botafogo vive o dilema de investir tudo no Campeonato Brasileiro, no qual é o quarto colocado, ou dividir atenções com a competição continental.

Para o jogo desta quinta-feira contra o Independiente Santa Fé, da Colômbia, às 21h30, no Engenhão, pela rodada de ida das oitavas de final, vai prevalecer a primeira opção. O técnico Caio Júnior manda um time quase que inteiramente de reservas. Dos titulares regulares, apenas Antônio Carlos, na zaga, e Loco Abreu, no ataque, vão a campo. Quem vai para o jogo, porém, garante empenho e foco total.

“É uma competição interessante porque é de tiro curto e que te dá a oportunidade de chegar à Libertadores”, destacou o zagueiro Gustavo, que substituiu Fábio Ferreira. “Quando você tem um grupo como o do Botafogo, tem que brigar em duas frentes e com chances de título. Estamos fazendo um bom Brasileiro e podemos chegar longe na Sul-Americana também. Temos que evitar sofrer gol em casa”, pediu o defensor.

Além do mais, a Copa Sul-Americana acaba por ser uma oportunidade para o pessoal do banco pleitear uma vaga entre os titulares e até mesmo uma permanência no grupo para o ano que vem. Ainda mais quando o time vem bem na competição e uma chance aparece esporadicamente. “Para a gente que tem menos chances de jogar, porque os outros estão fazendo um campeonato muito bom, é a chance de se firmar, jogar bem. Falta um pouco de sequência de jogos, mas é algo que temos que superar”, disse Felipe Menezes, que assume uma vaga no meio de campo com a ausência de Elkeson.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)