Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Botafogo foca em confronto com o Olaria: ‘Estamos concentrados’

O empate sem gols com o Flamengo, na noite de domingo, representou o terceiro jogo consecutivo do Botafogo sem vitórias na temporada. Para piorar, a situação da equipe no Grupo A da Taça Guanabara não é das melhores. O Glorioso, que antes havia empatado por 0 a 0 com o Nova Iguaçu e por 2 a 2 com o Madureira, aparece apenas na quarta colocação, com seis pontos conquistados, fora da zona de classificação.

O Botafogo tem o mesmo número de pontos do Flamengo e Resende, mas leva desvantagem nos critérios de desempate. O Nova Iguaçu lidera com oito pontos. Como já enfrentou esses três rivais, o Alvinegro não depende mais das próprias forças para se classificar para as semifinais. O que pode favorecer a equipe de General Severiano, porém, é que seus três concorrentes se enfrentam entre si.

‘Infelizmente o Resende e o Nova Iguaçu, por exemplo, não estão mais no nosso caminho e perdemos a possibilidade do confronto direto. Mas também não vejo motivo para nos desesperarmos, pois acredito que essa situação não vai permanecer até o fim. Tem muita coisa para acontecer. Esses times vão perder pontos entre eles, e cabe a nossa equipe fazer a parte dela dentro de campo’, disse o técnico Oswaldo de Oliveira.

O volante Renato lembra que as atuações do Botafogo têm sido convincentes, mesmo sem o resultado positivo estar aparecendo. Isso o deixa otimista para o restante da Taça Guanabara.

‘A equipe está criando, esse é o ponto positivo. Seria pior se isso não estivesse acontecendo, se estivéssemos jogando mal. A bola não entrou contra o Flamengo, mas a equipe criou. Seria preocupante se não criássemos. Temos ainda três partidas por fazer nesta Taça Guanabara e acredito realmente que, em caso de vitórias, vamos conseguir a classificação’, disse Renato.

O zagueiro Antônio Carlos lembra que uma vitória na próxima partida já vai fazer o Botafogo ganhar posições. O Glorioso recebe o Olaria nesta quarta-feira, às 19h30(de Brasília), no o Engenhão.

‘Se a nossa equipe vencer, já vai subir alguma posição na tabela de classificação. Temos que fazer a nossa parte, pois tenho certeza de que ganhando, as coisas começam a se abrir e a sorte muda de lado. Tivemos várias oportunidades de ganhar o clássico, mas infelizmente não foi dessa vez, e já estamos concentrados na partida contra o Olaria’, disse o defensor.

Companheiro de zaga de Antônio Carlos, Fábio Ferreira, porém, alerta para a importância de ter cautela diante dos times de menor investimento. Ele não se surpreende com o fato de uma equipe pequena ocupar a primeira posição.

‘Não é estranho o Nova Iguaçu ser líder. As equipes grandes têm que se manter à frente, mas os pequenos mostram que têm times para brigar também. Tivemos chances, bolas na trave, eu cabeceei, mas é clássico. Os dois times tentaram’ afirmou.

Nesta segunda-feira, o elenco do Botafogo se reapresentou pela manhã, poucas horas depois do clássico, para um trabalho físico. Para esta terça, está marcado um treino único antes do jogo contra o Olaria. Oswaldo de Oliveira não tem problemas para escalar seu time e deve repetir a escalação do clássico, já que disse ter gostado muito da exibição. Assim, o Botafogo deverá jogar com: Jéfferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato, Andrezinho, Maicosuel e Elkeson; Loco Abreu.