Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Botafogo derrota Corinthians e se aproxima do topo

Por Da Redação 12 out 2011, 23h55

Por Felipe Mendes

São Paulo – Com uma estratégia eficiente e uma sólida defesa, o Botafogo neutralizou o líder Corinthians nesta quarta-feira, no Pacaembu, e saiu de campo com uma vitória por 2 a 0, placar construído ainda no primeiro tempo. O time carioca disputou a maior parte da segunda etapa com um jogador a menos em campo, por conta da expulsão de Cortês.

O revés deixou o Corinthians estacionado nos 51 pontos e abriu espaço para o Vasco retomar a liderança. O time carioca, com 50, reassume a primeira colocação se vencer o ameaçado Atlético-PR, nesta quinta, na Arena da Baixada. Um empate beneficiará o Corinthians, que manterá a ponta, por apresentar uma vitória a mais na tabela.

O Botafogo, por sua vez, volta a vislumbrar o topo da classificação. Com 49 pontos, na terceira colocação, o time de Caio Júnior ainda tem um jogo a menos que os rivais. A partida atrasada, contra o Santos, será disputada na próxima quarta, na Vila Belmiro.

Antes disso, a equipe botafoguense enfrentará no domingo o Atlético-PR, no Engenhão. No mesmo dia, também às 16 horas, o Corinthians buscará a reabilitação diante do Cruzeiro, em Sete Lagoas (MG).

O JOGO – Diante de um Botafogo cauteloso, o Corinthians não teve dificuldade para dominar o meio-campo nos instantes iniciais da partida. O time de Tite valorizava a posse de bola, cercava a área carioca, mas pouco criava e, sem gerar perigo, era neutralizado pela sólida defesa do adversário.

Do outro lado, o Botafogo exibia maior eficiência com sua estratégia mais contida. Jogando fora de casa, contra o líder do campeonato, Caio Júnior decidiu reforçar o meio-campo, com a entrada de Felipe Menezes, substituto de Herrera, que ficou no banco de reservas. Loco Abreu liderava, solitário, o ataque botafoguense.

Mas, mesmo esvaziado, o setor ofensivo carioca mostrou maior poder de fogo no primeiro tempo. Logo aos 4 minutos, Fábio Ferreira e Marcelo Mattos aproveitaram confusa linha de impedimento da defesa corintiana, após cobrança de falta na área, e, em posição regular, tabelaram dentro da área antes da finalização certeira de Mattos para as redes. O árbitro, porém, assinalou o impedimento e anulou o gol de forma equivocada.

Firme em sua tática de apostar nos contra-ataques, o Botafogo não desperdiçou sua segunda boa oportunidade na partida. Aos 11, Elkeson cruzou da direita e, após desvio da defesa, Loco Abreu cabeceou para o fundo do gol.

A vantagem dos visitantes aumentou aos 33, após jogada individual de Maicosuel. O meia avançou pela esquerda, cortou para o meio e bateu da entrada da área. A bola desviou na zaga corintiana e enganou o goleiro Júlio César: 2 a 0.

O time da casa acusou o golpe e caiu de rendimento, principalmente no ataque. Em toda a etapa inicial, só levou perigo em duas oportunidades. Na primeira, aos 17, Paulo André subiu sozinho na área e cabeceou rente à trave esquerda de Renan. Aos 40, Alex cobrou falta com categoria, mas parou na grande defesa do goleiro botafoguense, substituto de Jefferson, titular da seleção brasileira no amistoso com o México, na terça-feira.

Com a desvantagem no placar, o Corinthians partiu para cima no segundo tempo e impôs pressão sobre a defesa carioca. Paulinho, duas vezes, Castán e Alex, em cobrança de falta na trave, tiveram boas chances, sem sucesso. O time paulista seguia com dificuldade para furar a consistente zaga do Botafogo.

A pressão ganhou força aos 14 minutos, com a expulsão de Cortês. O lateral-esquerdo recebeu o segundo cartão amarelo por fazer falta dura em Jorge Henrique – ele recebera o primeiro, ainda na etapa inicial, por atrasar a reposição de bola em arremesso lateral.

Continua após a publicidade

O técnico Tite aproveitou a vantagem numérica para arriscar. Sacou o volante Moradei e reforçou o ataque com a entrada de Adriano, que pouco produziu em sua segunda partida com a camisa do Corinthians – estreara diante do Atlético-GO, no domingo.

O Botafogo resistiu e não sucumbiu ao maior volume de jogo do anfitrião. Recuado, neutralizou a maior parte das jogadas do rival. E, quando a zaga foi surpreendida, contou com boas defesas do reserva Renan, grande destaque do segundo tempo, que fechou o gol e assegurou a vitória fora de casa.

Ficha Técnica:

Corinthians 0 x 2 Botafogo

Corinthians – Júlio César; Alessandro (Ramírez), Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos (Welder); Moradei (Adriano), Paulinho, Alex e Danilo; Jorge Henrique e Willian. Técnico: Tite.

Botafogo – Renan; Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos, Renato, Felipe Menezes (Gustavo), Elkeson (Herrera) e Maicosuel (Bruno Tiago); Loco Abreu. Técnico: Caio Júnior.

Gols – Loco Abreu, aos 11, e Maicosuel, aos 33 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos – Jorge Henrique (Corinthians); Alessandro (Botafogo).

Cartão vermelho – Cortês (Botafogo).

Árbitro – Elmo Alves Resende Cunha (GO).

Renda – R$ 1.097.396,50.

Público – 32.450 pagantes (34.593 no total).

Local – Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Continua após a publicidade

Publicidade