Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Botafogo coloca contratação de atacante como prioridade

Por Da Redação 9 dez 2011, 15h20

A diretoria do Botafogo não tem pressa para contratar reforços e poucas novidades deverão acontecer até a reapresentação do elenco, em janeiro. O técnico Oswaldo de Oliveira vai iniciar seus trabalhos apenas no primeiro mês de 2012 e começará a estudar o elenco que tem em mão apenas nesta época.

Porém, o vice-presidente de futebol, André Silva, e o gerente Anderson Barros já foram informados por Maurício Assumpção que a contratação de um atacante é a prioridade nesta etapa da montagem do plantel. Tal atitude é motivada graças ao baixo desempenho dos atletas que integram o setor ofensivo do Alvinegro, uma vez que apenas Loco Abreu conseguiu ter um desempenho satisfatório em 2011.

Os demais jogadores da posição definitivamente não agradaram. O argentino Herrera, que chegou inclusive a ser barrado pelo técnico Caio Júnior, em algumas ocasiões, vai permanecer no clube, mas não mais com o status de titular absoluto. Em certos jogos, o treinador se viu obrigado a mudar o esquema, entrando em campo com três meias ofensivos e deixando Loco Abreu isolado na frente, por entender que Herrera não era a melhor opção.

Caio caiu em desgraça antes do jogo contra o Atlético-MG, quando o Botafogo foi goleado por 4 a 0. O jogador teria se negado a treinar, alegando dores, e não quis ir ao departamento médico. Foi multado e reclamou publicamente da situação. O fato irritou os dirigentes botafoguenses, que criticaram o atleta publicamente.

Graças a este episódio, o avançado, que tem contrato até 2015, será emprestado ao longo de 2012. Amigo de Maurício Assumpção e fã do futebol do atacante, Caio Júnior já teria manifestado o interesse de levar o jogador para o Grêmio.

Além de Loco Abreu e de Herrera, Alex, revelado nas categorias de base, será mantido para 2012, pois é visto com potencial para em assumir de vez a camisa 9 no futuro. Alexandre Oliveira, indicado por Caio Júnior, com quem trabalhou no Paraná Clube e nos Emirados Árabes Unidos, já foi comunicado que não será aproveitado em 2012.

Continua após a publicidade

Jóbson, que foi reintegrado ao elenco e conta com as esperanças de Oswaldo de Oliveira, uma vez que aceitou se submeter aos tratamentos impostos pela diretoria, só poderá atuar em março, quando termina sua suspensão imposta por doping. Assim, ele só será usado a partir do segundo turno do Campeonato Carioca, a Taça Rio.

Dentre os nomes que estão sendo especulados pelos corredores de General Severiano, o do atacante Júlio César, que se destacou pelo Figueirense durante a disputa do Campeonato Brasileiro, não foi aprovado por Oswaldo de Oliveira e alguns dirigentes o consideram com uma idade mais avançada para um investimento neste momento.

Além disso, o Corinthians também estaria de olho no jogador, o que dificultaria as negociações com o jogador. Já Neto Berola, do Atlético-MG, também foi especulado, mas dificilmente o Galo aceitaria liberar o atleta, que teve um bom desempenho no Brasileirão.

O atacante que está mais perto de ser anunciado é para compor o elenco. Trata-se de Rafael Oliveira, que vinha defendendo o Paysandu. Representantes do jogador e do clube paraense estão no Rio de Janeiro tratando do assunto e deverão chegar a uma decisão oficial nos próximos dias.

Fora do setor ofensivo, a diretoria espera definir até o início da próxima semana a renovação de contrato do zagueiro Fábio Ferreira, que tem vínculo com o clube até 31 de dezembro. As negociações estão avançadas e deverão ser concluidas sem grandes empecilhos.

Além dele e de Antônio Carlos, Gustavo é o outro zagueiro do plantel, mas sua permanência ainda não foi definida por Oswaldo de Oliveira. Sendo assim, pelo menos mais um nome será procurado para a posição e quem interessa é Brinner, de 24 anos, que se destacou pelo Paraná Clube na disputa da Série B. O Vasco também tem interesse no defensor, o que pode gerar uma dificuldade maior para o Botafogo fechar a contratação.

A tendência é que até cinco reforços sejam contratados para o primeiro semestre do ano e, posteriormente, mais três venham para o restante da temporada. Em meio a estas contratações, a esperança da diretoria é que de que pelo menos dois desses nomes sejam de impacto.

Continua após a publicidade

Publicidade