Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Botafogo busca reação para eliminar Vitória na Copa do Brasil

Ainda sob os efeitos da goleada de 4 a 1 sofrida para o Fluminense no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, o Botafogo volta a campo nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pelo confronto de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Na ida, o Glorioso arrancou empate por 1 a 1, em Salvador (BA), e agora pode empatar sem gols avançar, já que os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.

A igualdade no primeiro jogo faz com que o vencedor esteja nas quartas de final, aonde encontrará o Coritiba, que eliminou o Paysandu. Novo 1 a 1 força a disputa de pênaltis. Qualquer outro empate dá a vaga ao Vitória, que no último domingo empatou sem gols com o Bahia, pelo primeiro confronto da final do Campeonato Baiano.

Apesar da derrota de domingo ter abalado a todos em General Severiano, o técnico do Botafogo, Oswaldo de Oliveira, conversou com os jogadores sobre a necessidade de virar a página e esquecer o que aconteceu, concentrando-se apenas na partida contra o Vitória. O treinador não quer ver seus comandados pensando no Fluminense ou remoendo a goleada sofrida para o rival.

‘A força tem que vir de dentro de cada um. Eles não podem ficar abalados, pois se formos eliminados pelo Vitória será ainda pior para todos nós’, afirmou Oswaldo de Oliveira.

Os jogadores entenderam o recado.

‘O Oswaldo conversou com nós e mostrou que temos que pensar no Vitória, esquecendo o Fluminense neste momento. A Copa do Brasil é muito importante para o Botafogo e temos que fazer de tudo para confirmarmos a nossa classificação em casa, ainda porque conseguimos um bom resultado no primeiro jogo. Temos que fazer a nossa parte e passarmos para as quartas de final. A Copa do Brasil pode nos dar um título nacional e vaga na Copa Libertadores. Portanto, não podemos perder o foco’, disse o meia Fellype Gabriel.

O fato do empate sem gols classificar o Botafogo está sendo minimizado pelos alvinegros.

‘Nós não podemos levar em consideração esta vantagem, não pelo menos até o jogo estar próximo do fim. Sabemos que um gol do Vitória pode complicar a nossa situação, portanto, temos que trabalhar como se a vitória fosse o único resultado interessante. Temos que buscar o triunfo, mas sabendo que a tranquilidade está ao nosso lado pelo que foi feito na partida de ida’, disse o lateral esquerdo Márcio Azevedo.

Apesar do mau desempenho contra o Fluminense, quando foi expulso de campo, o lateral direito Lucas será mantido entre os titulares. Assim, Oswaldo de Oliveira vai prestigiar os jogadores e repetir a formação que atuou contra o Tricolor.

Pelo lado do Vitória, o técnico Ricardo Silva vê a tarefa de sua equipe como ingrata, mas acredita que seus jogadores vão encontrar uma maneira de driblar as dificuldades e conseguir o resultado necessário.

‘A Copa do Brasil é uma competição completamente diferente. Nós temos que fazer gols no Rio de Janeiro. É muito difícil, mas jogador tem que saber lidar com dificuldades. Confio no trabalho que está sendo realizado e acredito que podemos fazer uma grande partida contra o Botafogo para garantirmos a classificação’, afirmou Ricardo Silva.

O Vitória tem problemas para esta partida. O goleiro Renan, com lesão na mão direita, sequer viajou com a delegação. Douglas será o substituto. Outro que fica de fora é o zagueiro Victor Ramos, que está suspenso por conta do terceiro cartão amarelo recebido na partida de ida. Gabriel Paulista, que retorna de lesão na coxa esquerda, forma dupla de zaga com Rodrigo.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO-RJ X VITÓRIA-BA

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 9 de maio de 2012 (quarta-feira)

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)

Assistentes: Vicente Romano Neto (Fifa-SP) e Fábio Baesteiro (SP)

BOTAFOGO: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato, Fellype Gabriel, Elkeson e Maicosuel; Loco Abreu

Técnico: Oswaldo de Oliveira

VITÓRIA: Douglas; Léo, Gabriel Paulista, Rodrigo e Wellington Saci; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Geovanni; Tartá e Neto Baiano

Técnico: Ricardo Silva