Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Borges deixa Santos e acerta ida para o Cruzeiro

Por Sanches Filho

Santos – O atacante Borges é o mais novo reforço do Cruzeiro para a sequência do Campeonato Brasileiro. O jogador foi liberado pelo Santos para acertar os últimos detalhes da sua transferência para o futebol mineiro e nem apareceu no CT Rei Pelé nesta quarta-feira. Os clubes ainda não oficializaram a transferência porque preferem se pronunciar após a assinatura do acordo.

Borges tinha contrato com o Santos até o final do ano, o que permitiria ao jogador assinar um pré-acordo com o clube mineiro. Assim, para contar com o atacante imediatamente, o Cruzeiro vai dar uma compensação financeira ao time paulista, que vai tentar contratar algum dos jogadores que interessam do Vélez Sarsfield (o volante/lateral Gino Peruzzi, e os meias Ariel Cabral, Augusto Fernandez e Juan Martínez).

Contratado pelo Santos em 2011, Borges marcou 31 gols em 58 partidas disputadas, foi artilheiro do último Campeonato Brasileiro, mas perdeu a condição de titular absoluto neste ano em razão de más atuações. Assim, chegou a ser reserva de Alan Kardec e só começou jogando no Campeonato Brasileiro nas partidas contra Coritiba e Portuguesa. No Cruzeiro, deverá chegar com status de titular.

Sem Borges, o técnico Muricy Ramalho terá dificuldades para escalar o setor ofensivo do Santos na partida contra o Grêmio, domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante Dimba, que foi utilizado diversas vezes pelo treinador, está contundido. Assim, a tendência é que Victor Andrade, de apenas 16 anos, forme a dupla de ataque com Neymar no fim de semana.

Mas o companheiro de Neymar no setor ofensivo na sequência da temporada deve ser Bill. Antes do primeiro jogo das semifinais da Libertadores, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, mandatário do Santos, ligou para o presidente do Corinthians, Mário Gobbi, e solicitou a liberação de Bill antes do encerramento do seu contrato.

O pedido foi atendido, pois o Corinthians se livraria de pagar um mês de salário ao jogador, mas Bill não pôde assinar com o Santos porque seu contrato com o Bragantino, que tem 35% dos direitos sobre o atacante, termina em 20 de julho e o clube do interior exigiu uma compensação para antecipar o encerramento do vínculo. O impasse, porém, deve ser resolvido nos próximos dias para que Bill reforce o Santos.