Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

‘Bonito’, uniforme todo amarelo faz Cássio reviver tempos de Grêmio

Por Da Redação 10 Maio 2012, 09h02

Em 2008, um uniforme amarelo lançado pela fornecedora do material esportivo corintiano causou polêmica com o goleiro Felipe. Ele dizia que a cor o fazia parecer uma ‘lombada’ e facilitava aos atacantes saber sua colocação debaixo das traves. Quatro anos depois, a empresa voltou a confeccionar conjunto todo nessa cor, que foi estreado – e aprovado – nesta quarta-feira por Cássio, novo titular.

‘É bonito. Usava essa cor nos juniores do Grêmio e sempre gostei’, avaliou o arqueiro de 24 anos e 1,96m, após a vitória por 3 a 0 sobre o Emelec, que classificou a equipe paulista para as quartas de final da Copa Libertadores – o próximo adversário será o Vasco, que eliminou o Lanús (Argentina) na disputa por pênaltis.

Ao contrário de Felipe, que chegou à época a pedir para o presidente Andrés Sanchez para não usar a camisa amarela, o ex-jogador de Grêmio e PSV (Holanda) não entende que o tom seja melhor para o adversário. ‘Não acho que chame a atenção. Você tem que estar ligado no jogo. O adversário pode acertar um chute, acontece, mas não por causa disso, a meu ver’, disse.

Cássio assumiu a meta titular recentemente, depois de Julio Cesar falhar em dois gols no revés por 3 a 2 para a Ponte Preta, o qual eliminou o Corinthians nas quartas de final do Campeonato Paulista, no Pacaembu. Elogiado pela tranquilidade com que encarou os desafios diante do Emelec, o gaúcho de Veranópolis espera continuar sendo destaque com atuações seguras.

‘É importante treinar bem para as situações que possam acontecer nos jogos. Sempre fui um cara muito tranquilo e concentrado, e isso tem me ajudado. A torcida me apoiou, todos me apoiaram, e espero seguir como titular, fazer grandes jogos e chegar à final da Libertadores’, projetou o goleiro grandalhão, ainda não vazado com a camisa 24 alvinegra (ou amarela).

Continua após a publicidade
Publicidade