Clique e assine com até 92% de desconto

Bolt busca bicampeonato olímpico para se transformar em lenda do atletismo

Por Da Redação 1 ago 2012, 18h10

Londres, 1 ago (EFE).- Usain Bolt pode se transformar em uma lenda do atletismo mundial se conseguir repetir o feito de Pequim e conquistar o ouro nas provas do 100m e 200m, mas terá que lutar muito para vencer seu compatriota Johan Blake, que chega aos Jogos de Londres com duas vitórias recentes sobre o recordista mundial.

A final masculina dos 100m, que está marcada para o próximo domingo, às 17h50 (horário de Brasília), promete ser uma das principais provas dos Jogos deste ano.

A meta de Bolt é repetir o que fez em Pequim 2008, obtendo três medalhas de ouro. Além dos 100m e dos 200m, ele fará parte da equipe jamaicana que competirá como favorita no revezamento 4x100m.

Ser bicampeão olímpico é algo raro para velocistas. Nos 100m, o americano Carl Lewis foi bicampeão olímpico, ao vencer em Los Angeles (1984) e em Seul (1988). Sua compatriota Gail Devers, por sua vez, venceu em Barcelona (1992) e em Atlanta (1996). Já a jamaicana Veronica Campbell conquistou feito nos 200m, em Atenas (2004) e em Pequim (2008).

Para conquistar os dois ouros, Bolt precisa passar pelo também jamaicano Blake, que conseguiu a melhor marca do ano tanto nos 100m (9s75) tanto nos 200m (19s8), e por velhos rivais, como o compatriota Asafa Powell e o americano Tyson Gay.

O corredor dos Estados Unidos é o segundo atleta mais rápido da história (9s69), mas jamais bateu um recorde mundial nem sequer conquistou uma medalha olímpica. O objetivo de Tyson Gay é esquecer o fiasco de Pequim, onde não chegou nem nas finais por conta de problemas físicos.

O atletismo estreia nos Jogos Olímpicos na sexta-feira e termina no dia 12 de agosto, data da cerimônia de encerramento de Londres 2012. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade