Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Bolatti diz que má fase é ‘coisa do futebol’

Por Da Redação 25 set 2011, 19h54

Ao chegar no Inter e realizar suas primeiras partidas, Bolatti desenhava ser uma daquelas contratações capazes de elevar o nível de um time de futebol. Volante que joga com a cabeça erguida e não se limitava a passes comuns, o argentino marcou gols e parecia que não teria dificuldades em se firmar. Não foi bem assim.

Suas atuações não mantiveram o alto rendimento. O desgaste físico por vir do futebol europeu e uma lesão culminaram no banco de reservas, mesmo que tenha sido o reforço mais caro da temporada. Contra o Atlético-MG, o jogador fez todos se lembrarem de seus primeiros jogos. O primeiro gol da vitória por 2 a 1 saiu em lance individual do volante, em que teve drible de atacante no zagueiro e chute na saída do goleiro.

Apesar de ter chegado com fama por ser jogador de seleção, Bolatti mostra-se tranquilo por tudo o que tem acontecido nesse começo de sua história no Inter. ‘O que aconteceu depois são coisas do futebol, como lesões. Por sorte me recuperei estou ganhando ritmo. Tenho tido a oportunidade de entrar e estar me saindo bem. O mais importante é que o gol ajudou a equipe a conquistar três pontos’, comentou o gringo, falando muito mais em espanhol do que em português.

Bolatti atuou na última Copa do Mundo e foi contratado junto à Fiorentina, da Itália, Mesmo que seja rodada, a perda da titularidade para o garoto Elton parece não abalá-lo.

‘Não estou incomodado, são coisas do futebol. Quando se tem uma lesão, se perde ritmo e perde espaço e acontece o que aconteceu. A equipe vinha conseguindo os resultados e eu tinha que esperar a oportunidade. O treinador toma as decisões e temos q respeitar’, opinou.

Continua após a publicidade
Publicidade