Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Boca Juniors se vinga do Fluminense, vence no Rio e garante vaga

Derrotado por 2 a 1 pelo Fluminense em plena La Bombonera, no primeiro jogo, o Boca Juniors se vingou nesta quarta-feira. Além de perder por 2 a 0 no Engenhão com atuação pífia, os cariocas – que já estão classificados – ainda viram Fred deixar o campo lesionado e Rafael Moura perder um pênalti.

Os argentinos, que foram bem superiores mesmo sem o lesionado Riquelme, confirmaram a classificação para as oitavas de final. A briga na última rodada do Grupo 4 será pela liderança: os tricolores, que perderam os 100% de aproveitamento, têm 12 pontos, dois a mais que os xeneizes.

Na última rodada, o Fluminense vai até a Argentina para encarar o Arsenal. Já o Boca Juniors receberá o Zamora em Buenos Aires. Os dois jogos serão na próxima quarta-feira.

Bem postado em campo desde o início do jogo, o Boca Juniors aproveitou um dos poucos momentos de perigo do primeiro tempo para abrir o placar. Após chutão, Cvitanich levou a melhor sobre a zaga do Fluminense e finalizou na saída de Diego Cavalieri. Já no segundo tempo, os visitantes chegaram ao segundo gol em contra-ataque que Sanchez Miño colocou para a rede. Os cariocas ainda desperdiçaram um pênalti, com Rafael Moura.

O jogo – O Boca Juniors começou a partida buscando pressionar o Fluminense e aproveitou os erros de passe dos brasileiros para terem o domínio. No entanto, os argentinos não levavam perigo ao gol de Diego Cavalieri. Já os donos da casa assustaram na primeira tentativa, aos nove minutos. Deco lançou Fred dentro da área. O atacante aproveitou falha da zaga adversária, mas finalizou em cima do goleiro Orion.

Depois do lance, o Fluminense equilibrou o confronto e passou a avançar com mais facilidade. Mesmo assim, os tricolores viam o Boca Juniors chegar próximo a área, principalmente em jogadas de bola parada. As duas equipes tentavam, mas erravam muito no passe final. Com isso, o duelo ficou sem jogadas de perigo para ambos os lados.

Se a armação não surtia efeito, a abertura de placar veio após um chutão para o ataque do Boca Juniors, aos 33 minutos. Schiavi tirou o perigo e mandou a bola para frente, Leandro Euzébio errou e cabeceou para trás. Cvitanich estava bem posicionado, ganhou de Diguinho e finalizou sem chance para Diego Cavalieri.

Após o revés, o Fluminense passou a buscar o ataque commais intensidade, mas tinha muita dificuldade em chegar próximo do gol. Os tricolores por pouco não empataram aos 42 minutos. Carlinhos tentou cruzar, mas acabou colocando a bola no travessão de Orion, que só ficou olhando. No último lance antes do intervalo, os donos da casa criaram boa chance. Wellington Nem cruzou e Fred cabeceou para boa defesa e Orion. Assim, os argentinos foram com a vantagem para o vestiário.

No segundo tempo, o Boca Juniors aproveitou o fato do Fluminense tentar uma pressão para avançar em contra-ataques. Os argentinos chegaram com perigo aos quatro minutos, quando Cvitanich recebeu cruzamento, mas cabeceou fraco, nas mãos de Diego Cavalieri. No entanto, os tricolores logo passaram a ter o domínio do confronto e encurralaram os visitantes. Sò que os donos da casa seguiam tendo dificuldade em transpor a defesa adversária.

O Fluminense só conseguiu finalizar com perigo aos 21 minutos. Deco lançou Thiago Neves dentro da área, mas o meia chutou mal e fraco, mas mãos de Orion. Sete minutos depois, foi a vez de Deco cobrar falta, Santiago Silva desviou errado, mas a boa foi em cima do golerio argentino.

No entanto, quem marcou foi o Boca Juniors, aos 29 minutos. Em contra-ataque rápido, Mouche cruzou, Jean tentou cortar, mas acabou ajeitando para Sanchez Miño finalizar para a rede do Fluminense e ampliar o placar no Engenhão.

O novo revés calou o Engnehão, mas o Fluminense seguiu em busca do gol. Aos 33 minutos, Wellington Nem recebeu lançamento na área, passou pelo marcador e chutou, mas em cima de Orion. Os tricolores puderam diminuir o marcador aos 41, quando Wellington Nem sofreu pênalti de Schiavi. No entanto, Rafael Moura desperdiçou a cobrança ao ver Orion acertar o canto e impedir o gol.

Depois do pênalti perdido, o Fluminense não teve força para tentar uma reação. O Boca Juniors apenas ficou em seu campo e esperou o apito final para devolver a derrota sofrida em La Bombonera.