Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Boca Jrs. dá o troco e derrota Fluminense no Engenhão

Já classificada, equipe carioca não joga bem e perde de 2 a 0 para argentinos

O Fluminense não conseguiu repetir o bom futebol do jogo da Bombonera, quando venceu por 2 a 1, e levou o troco do Boca Juniors (ARG) nesta quarta-feira à noite pelo, no Engenhão, sendo derrotado por 2 a 0. O time argentino abriu o placar no primeiro tempo e soube administrar o resultado até ampliar, a segunda etapa. Já o clube brasileiro, que perdeu os 100% de aproveitamento na Copa Libertadores, esbarrou nas falhas da defesa e ainda perdeu um pênalti.

Dois erros resultaram diretamente nos gols do Boca. O primeiro de Leandro Euzébio, e o segundo, de Jean. Com 12 pontos no Grupo 4 e mais um jogo a disputar, na semana que vem, o Fluminense ainda tem chance de terminar a fase de grupos no primeiro lugar geral. O clube disputa a posição como o Vélez Sarsfield (ARG), do Grupo 7, que tem a mesma pontuação. Já o Boca Juniors, com a vitória, se garantiu na próxima fase.

O Boca jogou sem Riquelme, lesionado. Embora o resultado tenha sido ruim, Deco fez boa partida pelo Flu, comandando as jogadas pelo meio de campo. Mas a forte marcação argentina e as falhas de finalização do time tricolor nas poucas chances de gol não possibilitaram a reação. Thiago Neves, no fim do jogo, afirmou ter faltado atitude aos jogadores do Fluminense. Wellington Nem classificou a atuação do grupo como “abaixo do média”.

O jogo – Em uma partida equilibrada, como Fluminense e Boca, qualquer falha pode ser fatal. Foi o que aconteceu aos 33 minutos, quando Leandro Euzébio recuou mal de cabeça uma bola rebatida e a bola sobrou para Cvitanich, que ganhou na corrida de Diguinho e tocou na saída de Cavalieri.

A equipe de Abel Braga quase empatou no final do primeiro tempo. Carlinhos acertou o travessão e, logo depois, o goleiro Orión salvou em cima da linha o chute de Fred.

No segundo tempo, o Boca voltou recuado, buscando os contra-ataques. O Fluminense dominava, mas não ameaçava o gol de Orión e acabou levando o segundo do Boca. Aos 29, Mouche cruzou, a bola passou pela zaga tricolor e Miño apareceu para definir o placar.

Dez minutos depois, Nem invadiu a área em velocidade e foi derrubado. Rafael Moura cobrou a penalidade e o goleiro Orión defendeu bem. Não era a noite do Fluminense.

Tabela: Veja a situação do Fluminense no Grupo 4

(Com Agência Estado)