Clique e assine com 88% de desconto

Boa Esporte frustra torcida e fica apenas no empate com o CRB-AL

Por Da Redação - 17 jul 2012, 21h28

Mesmo atuando em casa, o Boa Esporte não conseguiu superar os alagoanos do CRB e ficou apenas no empate em 0 a 0, resultado que frustrou a torcida boveta, que marcou presença nesta terça-feira, no estádio Melão. O time de Varginha teve o controle da partida, mas esbarrou na retranca adversária e não teve qualidade para concluir as chances que apareceram.

O técnico Sidney Moraes apostou na mudança do ataque boveta, sacando Vanger e Marcelo Macedo para as entradas de Tiago Alves e Jonatas Obina, mas a alteração não foi bem sucedida. Com o resultado, o Boa Esporte chega a 13 pontos e perde a chance de ultrapassar justamente o CRB, que soma um ponto a mais na Série B do Brasileiro.

Na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, o Boa Esporte sai de casa para visitar o Guaratinguetá, na próxima sexta-feira, no estádio Dário Rodrigues Leite. Já o CRB-AL terá compromisso contra o Joinville, no estádio Rei Pelé, jogo marcado para o próximo sábado.

O jogo – Atuando em casa, o time boveta começou a partida com maior volume de jogo, pressionando os alagoanos do CRB. Aos três minutos, o atacante Thiago Alves aproveitou cruzamento da esquerda e bateu cruzado, a bola saiu rente a trave, levando enorme perigo à meta do goleiro Cristiano. Acuado no campo defesa, a equipe visitante priorizou a marcação, e jogou nos contra-ataques.

Publicidade

Aos dez minutos, nova chance para a Coruja com Petros, que arriscou arremate de fora de área, mas o tiro saiu sem direção. A todo o momento, o time mineiro chegava ao ataque, mas desperdiçando as chances. Aos 14, o avante Jonatas Obina recebeu assistência açucarada e saiu livre na cara do goleiro Cristiano, o atacante boveta tentou o toque por baixo do arqueiro do CRB, que foi mais esperto e fez a defesa.

Somente após os 20 minutos é que o CRB tentou sair do campo de defesa, mas esbarrou nos erros de passe e na falta de um armador de qualidade. Com isso, o Boa Esporte diminuiu um pouco o ritmo inicial, mas seguiu com o controle do jogo, criando as melhores oportunidades, mas pecando na hora de concluir as jogadas.

Aos 40, Tiago Alves dominou no meio-campo e partiu em velocidade, deixando os marcadores para trás e acertando um belo tiro de média distância, que explodiu nas luvas do goleiro Cristiano, em mais uma oportunidade perdida pelos donos da casa. Aos 43, nova chance para Tiago Alves, que dessa vez tentou chute colocado, mas acertou o travessão, na última chance do primeiro tempo.

Na volta para a etapa complementar, o cenário permaneceu praticamente o mesmo dos primeiros 45 minutos, ou seja, o Boa Esporte, com maior volume de jogo, mas perdendo inúmeras chances, enquanto o CRB tentava agredir os donos da casa apenas em jogadas de contra-ataque e explorando os erros da equipe mineira. Com isso, o goleiro Zé Carlos passou a maior parte da partida apenas assistindo ao jogo, trabalhando muito pouco.

Publicidade

Aos 20, Geovani teve a grande chance dos alagoanos, mas o chute por cobertura acertou a trave em uma bobeada da zaga do Boa Esporte. Insatisfeito com o rendimento do CRB, o técnico Roberto Fonseca tentou trocar um atacante por um jogador de criação no meio-campo, a entrada de Luciano melhorou o time que ficou mais ofensivo.

Aos 33, Petros recebeu lançamento dentro da área e tentou passar pelo goleiro, mas foi derrubado, o árbitro Paulo Godoy Bezerra não titubeou e marcou pênalti para o Boa Esporte. Na cobrança, o avante Marcelo Macedo chutou fraco no canto esquerdo de Cristiano, que fez a defesa para garantir o placar inalterado. A equipe mineira ainda tentou marcar até o final do jogo, mas não obteve sucesso e saiu de campo vaiada pela torcida.

Publicidade